Michel Platini é detido na França por suspeita de corrupção

18/06/2019 09:05

O ex-presidente da Uefa, órgão que administra o futebol europeu, prestará depoimento

Publicidade

Acusado de corrupção na escolha do Qtar como sede da próxima Copa do Mundo (2022), Michel Platini foi preso na França, nesta terça-feira, 18 de junho. O ex-presidente da União das Associações Europeias de Futebol (Uefa), órgão que administra o futebol europeu, prestará depoimento e está sob a responsabilidade da polícia de Nanterre, nas proximidades da capital.

REPRODUÇÃO/UEFA Francês é investigado por possível manipulação na escolha da sede do mundial de 2022 Fonte: Esporte - iG @ https://esporte.ig.com.br/futebol/2019-06-18/ex-presidente-da-uefa-michel-platini-e-detido-por-suspeita-de-corrupcao.html

Platini recebeu de maneira indevida mais de 1,8 milhão de euros em outra ocasião-Foto: Divulgação


Segundo a polícia ele está detido por "supostos atos de corrupção ativa e passiva de funcionários não públicos" com a eleição do Qtar para sediar a competição. Além de Platini, Sophie Dion, ex-conselheira de Nicolas Sarkozy também estaria envolvida, juntamente de Claude Gueant, que já foi secretário-geral do governo francês. Ele irá prestar depoimento, mas não foi preso. 

A escolha do Qtar aconteceu em 2010, quando os Estados Unidos esteve na lista, mas acabou sendo vencido pelo país asiático. No mesmo ano, teria havido um almoço com Platini, Sarkozy, o presidente do Qtar, Tamim Ben Hamad Al Thani, e o primeiro-ministro na época Sheikh Hamad, Bem Jassem. Seis anos depois, foi aberta uma investigação a respeito da eleição, já em 2017, Platini disse em juízo que votou no Qtar em 2010. Na ocasião, o ex-presidente era apenas uma testemunha nas apurações. Além das acusações, Platini recebeu de maneira indevida mais de 1,8 milhão de euros, liberados com a permissão de Joseph Blatter, ex-comandante da Fifa, em outra ocasião.

Atualização 10h16



Publicidade