Engenheiro da Petrobras é preso por suspeita de pedofilia 

18/07/2019 11:08

O funcionário foi preso em flagrante no prédio da empresa

Publicidade

Um engenheiro da Petrobras, identificado como Alexandre Pinheiro Teixeira da Costa, de 46 anos, foi preso em flagrante por suspeita de pedofilia no prédio da empresa, no Rio de Janeiro. A prisão aconteceu na tarde dessa quarta-feira (17).

Segundo os policiais, o funcionário possuía mais de 10 mil imagens, entre fotos e vídeos, de menores de idade em situação de sexo explícito. Ele as acessava pelo computador da companhia, por meio de um pendrive.

A Petrobras informou, em nota, que a denúncia “partiu de órgãos internos da empresa” e que “colaborou ativamente com a polícia, em todas as instâncias”, relatando ainda que “repudia e não tolera quaisquer ações que firam os princípios de seu código de ética, amplamente conhecido por seus colaboradores. Além das ações penais cabíveis, a companhia deu início imediatamente aos procedimentos do regime de consequência", informou.

(Foto: reprodução/frame/vídeo)

(Foto: reprodução/frame/vídeo)

Em conjunto com a Delegacia de Repressão à Crimes de Informática (DRCI), a ação de controle de rede com grandes empresas permite o rastreamento e a análise de conteúdos proibidos que são compartilhados ou acessados por computadores das redes internas e externas.

Na casa de Alexandre também foi apreendido um computador contendo imagens de conteúdo pedófilo.

Atualizado às 13h53



Publicidade