Concurso público nacional unificado atrai recorde de 2 milhões de candidatos

Processo seletivo histórico oferece 6.640 vagas em 21 órgãos federais

Por Plox

19/02/2024 14h56 - Atualizado há cerca de 2 meses

O Concurso Público Nacional Unificado (CPNU), já considerado o maior da história do Brasil, registrou uma marca impressionante com mais de 2 milhões de inscrições confirmadas até a última segunda-feira, 19 de fevereiro. Este número, que inclui tanto candidatos isentos de taxas quanto aqueles cujos pagamentos foram aprovados. A soma parcial dos pagamentos da taxa já alcança 2,1 milhões de inscritos, solidificando a magnitude sem precedentes deste certame.

Foto: Agência Brasil

 

O prazo final para o pagamento da Guia de Recolhimento da União foi na sexta-feira, 16 de fevereiro, com a possibilidade de compensação bancária dos boletos se estendendo por até dois dias. Após a consolidação de todos os pagamentos, o Ministério da Gestão e da Inovação em Serviços Públicos anunciará o balanço final das inscrições confirmadas. A divulgação do número total de inscritos por cada bloco temático, entre outros dados, está prevista para acontecer em uma coletiva de imprensa nesta semana, conduzida pela ministra Esther Dweck.

Conhecido como o “Enem dos concursos”, o CPNU visa selecionar 6.640 servidores para ocuparem vagas em 21 órgãos públicos federais. As inscrições, que começaram em 19 de janeiro, se encerraram em 9 de fevereiro, evidenciando a alta demanda por oportunidades no serviço público.

As provas estão programadas para o dia 5 de maio, sendo realizadas em 220 cidades por todo o país, incluindo todos os estados e o Distrito Federal. Os resultados das provas objetivas e preliminares serão divulgados em 3 de junho, com o resultado definitivo previsto para o dia 30 de julho. Os candidatos aprovados serão convocados para posse em 5 de agosto, marcando o início de uma nova etapa em suas carreiras profissionais no serviço público.

Destaques