Pastor que disse orar pela morte de Paulo Gustavo será processado

“Oro para que o dono dele o leve para junto de si”

Por Plox

19/04/2021 12h23 - Atualizado há cerca de 3 anos

Após dizer que “ora para que o dono dele o leve para junto de si”, se referindo ao ator Paulo Gustavo, internado por complicações da Covid-19, o pastor José Olímpio será processado por entidades LGBTQ+. 

“Esse é o ator Paulo Gustavo que alguns estão pedindo oração e reza. E você vai orar ou rezar? Eu oro para que o dono dele o leve para junto de si”, escreveu o pastor em publicação no Instagram. Após o caso repercutir, o pastor apagou a publicação, mas diversos internautas já tinham feito captura da tela. 

José Olímpio. Foto: reprodução

“Em virtude dos comentários discriminatórios proferidos pelo pastor José Olímpio, as instituições LGBTQIA + e defensoras dos direitos humanos de Alagoas, farão um B.O na próxima terça-feira (20). Esse será o primeiro passo para uma série de atitudes tomadas contra o pastor José Olímpio - líder da Assembleia de Deus em Alagoas”, afirmou em nota o Grupo Gay de Alagoas (GGAL). 

Além disso, também informaram que “as instituições estarão acionando o Ministério Público e a Ordem dos Advogados do Brasil em Alagoas (OAB/AL) , que serão acionados para moverem uma ação civil pública contra o líder religioso”. 

“Estes são tempos sombrios! O Grupo Gay de Alagoas (GGAL) repudia a postura adotada pelo pastor José Olímpio e pedem um posicionamento das instituições religiosas envolvidas no caso”, conclui a nota. 

Nas redes sociais, vários internautas e artistas se pronunciaram. A atriz Tatá Werneck também se posicionou contra o pastor. “O mundo precisa saber da sua maldade José Olímpio”, escreveu.


 

Destaques