Ipatinga

acontece

X FECHAR
ONDE VOCÊ ESTÁ?

    Ipatinga vai receber show de manobras da Esquadrilha da Fumaça no próximo sábado

    Após 13 anos da última apresentação, os aviões Super Tucanos, da FAB, voltam ao céu ipatinguense

    Por Plox

    19/04/2022 17h50 - Atualizado há 2 meses

    Após 13 anos, a Esquadrilha da Fumaça deve retornar à Ipatinga, Minas Gerais, para uma apresentação de manobras aéreas. O show de acrobacias deve acontecer sobre o Parque Ipanema e está marcado para o próximo sábado (23), às 16 horas.

     

    Por conta da pandemia, as apresentações ficaram suspensas e retornaram no último mês de março.  Nas últimas semanas foi realizado um intenso trabalho da equipe: voos de treinamento, manutenção das aeronaves e procedimentos administrativos, tudo para deixar pronta a retomada da agenda de voos. “Retornar às atividades é imprescindível para um esquadrão de demonstração aérea. Desde o fim de janeiro, a equipe tem trabalhado com empenho para estar pronta para esse momento”, afirma o Tenente-Coronel Daniel Garcia Pereira, comandante do Esquadrão.

     

    Em 2022, a Esquadrilha da Fumaça completa 70 anos de história, sendo uma das esquadrilhas mais antigas e respeitadas do mundo. No Brasil, o Esquadrão é uma das principais ferramentas de comunicação social, sendo um importante elo entre as instituições militares e a população civil. Fora do País, também é um instrumento de diplomacia com as Forças Armadas de países vizinhos e amigos.

     

    História

    O Embraer EMB-314 Super Tucano é uma aeronave turboélice de ataque leve e treinamento avançado, que incorpora os últimos avanços em aviônicos e armamentos. Concebido para atender aos requisitos operacionais da Força Aérea Brasileira (FAB), para uma aeronave de ataque tático, capaz de operar na Amazônia Brasileira em proveito do projeto SIPAM/SIVAM, e de treinador inicial para pilotos de caça.

    Em 2013, a Esquadrilha da Fumaça iniciou o processo de implantação da aeronave A-29, um modelo caça responsável pela garantia da segurança nas fronteiras do país atualmente, em substituição a uma aeronave usada, ainda nos dias de hoje, para instruir futuros aviadores do Brasil. Desde 2005, a Força Aérea Brasileira utiliza o Super Tucano com a finalidade de formar novos pilotos de combate, além de prepará-los para missões de ataque e de interceptação de aeronaves. Além do Brasil, o modelo possui onze países operadores, tais quais Afeganistão, Angola, Burkina Fasso, Chile, Colômbia, Equador, Indonésia, Líbano, Mali, Mauritânia, República Dominicana. O que confirma ser um marco para o EDA, pois incrementa sua missão de voar em um modelo ainda em produção pela Embraer e com um amplo mercado a ser explorado.

    As cores da bandeira nacional continuam a compor a pintura da nova aeronave que ganha tonalidades mais fortes e marcantes para facilitar a visualização das manobras por parte do público. Entre as novidades, destaca-se a nova localização da numeração que representa a posição da aeronave nos voos em formação. Diferente do Tucano T-27, o número ficará, agora, na lateral da fuselagem. Outra inovação é o desenho da bandeira nacional na cauda do avião, feito de forma a passar uma impressão de que tremula com o vento.

    Em 2015, a instituição concluiu o processo de implantação dessa aeronave na Fumaça e retomou sua agenda de demonstrações aéreas.

    PLOX BRASIL © Copyright 2008 - 2022[email protected]