Ipatinga

polícia

X FECHAR
ONDE VOCÊ ESTÁ?

    Polícia Civil apreende mais de R$ 38 mil de grupo envolvido em fraudes na prova do Detran em MG

    Oito mandados de busca e apreensão foram cumpridos em residências e auto-escolas, nas cidades de Alto Caparaó, Alto Jequitibá, Vespasiano, Timóteo, Belo Horizonte e Ribeirão das Neves

    Por Plox

    19/05/2022 11h47 - Atualizado há cerca de 2 meses

    A Polícia Civil de Minas Gerais deflagrou nesta quarta-feira (18), por meio da 2ª Delegacia Regional de Caratinga, a terceira fase da operação “Loki” visando combater organização criminosa especializada em fraudar provas do Detran e exames toxicológicos. As investigações tiveram início em abril de 2019 quando dois indivíduos foram presos em flagrante, durante a realização da prova de reciclagem na UAI de Caratinga, utilizando pontos eletrônicos e microcâmeras como forma de obter as respostas que eram repassadas por outros indivíduos que estavam nos arredores do órgão. No mesmo dia, foi preso em flagrante um terceiro indivíduo, responsável por captar os candidatos que pretendiam a fraude.

    Diante dos fatos, a PC conseguiu identificar os membros da organização e em maio de 2019 deflagrou a segunda fase da operação, tendo efetuado a prisão de três indivíduos durante a realização da prova de reciclagem na Delegacia Regional de Ouro Preto.

    Foto: Divulgação PCMG

     

    Foto: Divulgação PCMG

     

    Ontem, foi deflagrada a terceira fase da operação visando o cumprimento de mandado de busca e apreensão em desfavor dos demais envolvidos no crime, sendo pessoas que tinham o objetivo de captar “clientes” para a organização e facilitar a obtenção de laudos toxicológicos.

    Foram cumpridos, no total, oito mandados de busca e apreensão em residências e auto-escolas, nas cidades de Alto Caparaó, Alto Jequitibá, Vespasiano, Timóteo, Belo Horizonte e Ribeirão das Neves, o que resultou na apreensão de celulares, documentos, dois documentos falsos, uma pistola .40 e a quantia de R$ 38.117,00 (trinta e oito mil cento e dezessete reais) em espécie.

    As investigações continuam visando a completa apuração dos fatos e a identificação de todos os envolvidos.

    Os trabalhos contaram com o apoio da Delegacia Regional de Vespasiano, da Delegacia Regional de Ribeirão das Neves, do 12º Departamento de Polícia Civil de Ipatinga e da Delegacia Regional do Barreiro.
     

    PLOX BRASIL © Copyright 2008 - 2022[email protected]