"Acusações de abuso sexual levam ao afastamento do prefeito Sebastião de Oliveira"

Segundo a Ação Civil Pública proposta pelo Ministério Público, em março de 2022, Oliveira utilizou um carro oficial para encontrar-se com uma estudante em Matipó

Por Plox

19/06/2023 21h05 - Atualizado há 10 meses

O outrora prefeito de Pedra Bonita, Minas Gerais, Sebastião de Oliveira (PT), está sob uma nuvem de controvérsias. Acusado pelo Ministério Público de Minas Gerais (MPMG) de cometer um crime sexual a bordo de um veículo oficial da prefeitura, Oliveira enfrenta sérias alegações que levaram ao seu afastamento do cargo.

 

(foto: Prefeitura de Pedra Bonita)

Alegações Contra Oliveira

Segundo a Ação Civil Pública proposta pelo Ministério Público, em março de 2022, Oliveira utilizou um carro oficial para encontrar-se com uma estudante em Matipó, uma cidade na região da Zona da Mata. De acordo com o MP, ao encontrar-se com a estudante, o prefeito a convidou para entrar no carro sob a pretensão de discutir assuntos profissionais. Eles então se dirigiram a um local isolado, onde a estudante foi forçada, sob ameaça e violência física, a ter relações sexuais com Oliveira.

Além disso, o Ministério Público destaca que essa não é a única alegação de crime sexual contra o prefeito. Segundo a investigação, Oliveira usou sua posição para coagir, pressionar e assediar sexualmente funcionárias públicas. Uma dessas vítimas, conforme relatado pelo MP, foi uma funcionária contratada da prefeitura. Outra vítima, que sofreu assédio e importunação sexual, era uma conselheira tutelar do município.

Afastamento de Oliveira e Consequências

Devido às investigações, a Justiça de Minas decidiu afastar Oliveira do cargo de prefeito no início de junho. A vice-prefeita Paulinho do Sindicato (PSB) assumiu o controle da prefeitura de Pedra Bonita.

Em resposta às alegações, Oliveira, por meio de sua defesa, afirmou que as denúncias são falsas e que está recorrendo da decisão. Afirmou ainda que medidas judiciais e recursos estão em andamento para reverter a decisão de afastamento, insistindo que a verdade será revelada no decorrer do processo e acredita que as instâncias superiores restabelecerão seu cargo, respeitando a vontade do povo expressa nas urnas.

Destaques