CBF confirma Carlo Ancelotti como novo treinador do Brasil a partir de 2024

Ambos se encontraram na Espanha na última semana, dando continuidade a uma negociação que já se desenhava positivamente

Por Plox

19/06/2023 16h41 - Atualizado há 10 meses

A Confederação Brasileira de Futebol (CBF) confirmou, após uma série de reuniões entre o técnico italiano Carlo Ancelotti e o presidente da entidade, Ednaldo Rodrigues, que Ancelotti será o novo comandante da Seleção Brasileira a partir de 2024. Ambos se encontraram na Espanha na última semana, dando continuidade a uma negociação que já se desenhava positivamente.

No entanto, um contrato formal ainda não pode ser assinado devido a compromissos jurídicos do técnico italiano com o Real Madrid, que só permite a assinatura de contratos seis meses antes do término de seu vínculo com o clube espanhol. Apesar disso, a CBF acredita ter garantias suficientes da contratação de Ancelotti.

Como parte do processo de transição até a chegada de Ancelotti, o técnico italiano irá indicar um profissional europeu para colaborar na preparação da Seleção Brasileira. Este profissional dividirá responsabilidades com Ramon Menezes, que cuidará da supervisão dos jogadores que atuam no Brasil.

Ancelotti e a Seleção: um novo desafio se inicia

Segundo informações da CBF, o Real Madrid já está a par de todas as etapas do processo. Entretanto, nem a entidade brasileira, nem o clube espanhol, farão qualquer anúncio oficial até janeiro. Até então, todas as informações serão de caráter extraoficial.

Foi cogitada a possibilidade de Davide Ancelotti, filho do treinador e seu assistente no Real Madrid, assumir a Seleção antes de seu pai. No entanto, essa ideia foi descartada para evitar a impressão de que Ancelotti não estaria com sua total atenção voltada ao Real Madrid durante a atual temporada. A previsão é que Davide chegue ao Brasil junto com seu pai.

No início de 2024, Ancelotti planeja comunicar oficialmente ao Real Madrid, por meio de um documento, que não tem interesse na cláusula de renovação contratual, uma opção que seria válida para ambas as partes. Assim, a confirmação de Ancelotti à frente da Seleção Brasileira será efetivamente anunciada somente no começo de 2024.

A notícia da mudança de Ancelotti foi recebida pelo Real Madrid com naturalidade. O treinador italiano, que como jogador disputou duas Copas do Mundo (1986 e 1990), encara o desafio de comandar a Seleção Brasileira em sua primeira Copa como técnico em 2026.

Ainda no âmbito da reestruturação da Seleção, é provável que o cargo de coordenador de seleções, anteriormente ocupado por Juninho Paulista, seja extinto. Tal decisão surge por dois motivos principais. Em primeiro lugar, devido ao alto perfil do treinador italiano e, em segundo, pelo fato de o presidente da CBF já estar efetivamente desempenhando essa função.

O presidente Rodrigues já iniciou o processo de aclimatação da equipe à futura chegada de Ancelotti. Em recente reunião com os jogadores na Espanha, o presidente da CBF relatou que a reação do grupo foi unânime e positiva à novidade.

Enquanto a Seleção se prepara para a chegada de Ancelotti, o Brasil tem uma agenda agitada com seis jogos das Eliminatórias programados para este ano. No entanto, a competição será retomada apenas no segundo semestre do próximo ano, após a Copa América, com Ancelotti já no comando da equipe.

Deste modo, a expectativa é de que a contratação de Carlo Ancelotti inaugure uma nova era para a Seleção Brasileira, trazendo novas estratégias e possivelmente um novo estilo de jogo, que será acompanhado de perto por milhões de brasileiros apaixonados por futebol.

Destaques