Arraiá d’Ajuda chega à 16ª edição mantendo seu viés solidário

19/07/2019 16:45

Para que a festança fosse realizada, o evento contou com a colaboração de voluntários e  empresas parceiras

Publicidade

O espírito festivo de confraternização e solidário imperou na noite do último sábado (13), no Bosque da Fundação Aperam Acesita, onde foi realizada a 16ª edição do Arraiá d’Ajuda,  festejo beneficente que terá sua renda destinada a escolas e creche da cidade.

Além de proporcionar momentos de alegria para o público, o Arraiá deste ano vai promover o bem-estar de mais de 1.500 crianças estudantes das escolas municipais Angelina Alves de Carvalho, Ana Moura, Limoeiro, João Bolinha, além das assistidas pela Creche Amor e Luz.

quadrilha

“O Arraiá d’Ajuda teve origem com o viés solidário a 16 anos atrás, no decorrer do tempo, se consolidou também na agenda cultural da região. A Fundação entende que, a realização do evento é uma manifestação concreta de mobilização solidária que envolve voluntários e parceiros. Por todo esse valor agregado, nos sentimos honrados e motivados para realização do evento. Saber que muitas crianças terão a qualidade do atendimento qualificado através do resultado da iniciativa, é muito gratificante,” destaca o presidente da Fundação Aperam Acesita, Venilson Vitorino. 

quadrilhaFoto: divulgação

Para que a festança fosse realizada, o evento contou com a colaboração de voluntários e  empresas parceiras. O empresário, Nilton Nascimento, é voluntário desde a primeira edição do Arraiá d’Ajuda. Nos primeiros anos, como empregado da Aperam South America, Nilton sempre se envolvia com a sua equipe de trabalho nas ações voluntárias da empresa. Hoje, o empresário segue colaborando com o evento, mas agora como parceiro através da empresa Conset. “Eu vi nascer esse evento, conheço a seriedade e o compromisso das pessoas envolvidas com essa ação. Gosto muito de ajudar o meu próximo. Poder fazer isso junto de tantas pessoas sérias e comprometidas com o bem-estar social é o que me mantém firme durante todos esses anos como colaborador do Arraiá d’Ajuda”, destaca Nilton. 

Nova geração

Aos 20 anos, o empregado da Aperam South America, Daniel Araújo, representa a nova geração de voluntários no evento. Há quatro anos, o jovem presta serviços voluntários à equipe de organização do Arraiá. “Comecei a me envolver com o voluntariado por meio do projeto Movimento e Cidadania Responsável, quando era Aprendiz. A oportunidade me fez despertar para a importância da prática de ações solidárias, desde essa época, passei a participar de iniciativas em prol de outras pessoas”, pontua.



Publicidade