UBS’s realizam segunda etapa do Sarampo em Ipatinga

19/11/2019 19:14

De acordo com o governo de Minas Gerais, já são 99 casos de sarampo confirmados no estado

Publicidade

Começou nessa segunda-feira (18), e se estende até o dia 30 deste mês, a segunda etapa da Campanha Nacional de Vacinação contra o Sarampo.

De acordo com a Prefeitura de Ipatinga, devem ser vacinados jovens com idades entre 20 e 29 anos que não receberam anteriormente duas doses da vacina. Essa faixa etária é a mais atingida pela doença, segundo o Ministério da Saúde. 

sarampoFoto: divulgação

A Secretaria de Saúde de Ipatinga espera que mais de 46 mil pessoas procurem as Unidades Básicas de Saúde para verificar a situação vacinal.

Qualquer pessoa com idade entre seis meses e 49 anos e que ainda não tenha sido imunizada contra o sarampo pode ser vacinada. Basta comparecer a um posto de saúde levando o cartão de vacina. Caso não possua o documento e não se lembre se foi vacinada anteriormente, a vacina deve ser aplicada mesmo assim, sendo emitido um novo cartão.

Já são 99 casos de sarampo confirmados em território mineiro, neste ano, o que caracteriza um surto, segundo a Secretaria de Estado de Saúde. O último boletim epidemiológico divulgado pelo Ministério da Saúde dá conta de que, em todo o Brasil, 1.729 pessoas foram diagnosticadas com a doença, apenas nos últimos 90 dias.

Vírus
O vírus ainda circula em grande quantidade em várias regiões da Europa e da América. Devido às migrações e viagens internacionais, o vírus foi importado e voltou a circular. Além disso, a baixa imunização da população brasileira, que vem decaindo nos últimos anos, também contribuiu para a volta da circulação do vírus.

A transmissão da doença ocorre diretamente de pessoa a pessoa, através de gotículas do nariz, boca ou garganta de pessoas infectadas pelo vírus. Os acometidos pela doença podem evoluir para complicações graves, incluindo encefalite, pneumonia e morte, principalmente quando se trata de crianças desnutridas e menores de um ano de idade.

Pessoas acometidas pela doença apresentam febre, manchas avermelhadas pelo corpo, tosse, coriza, conjuntivite (olhos vermelhos e lacrimejantes), fotofobia (sensibilidade à luz) e pequenas manchas brancas dentro da boca (manchas de Koplik).
 



Publicidade