Ex-pastora recebe proposta de 80 mil dólares para gravar filme adulto; saiba quem é

Ana pensa na oferta e não descarta se tornar uma pornstar

Por Plox

19/12/2023 09h33 - Atualizado há 5 meses

Assim que abandonou a igreja para se lançar no OnlyFans e Privacy, a ex-pastora Ana Akiva recebeu uma proposta bem específica. Uma produtora de filmes adultos dos EUA ofereceu 80 mil dólares – cerca de R$ 400 mil – por uma cena de 40 minutos. Detalhe: tudo com temática religiosa. O convite surgiu depois de sua entrevista ao NY Post, famoso jornal de Nova York.

Foto: Divulgação


Depois de faturar R$ 100 mil no seu primeiro mês nas plataformas, Ana pensa na oferta e não descarta se tornar uma pornstar. “Existe uma grande diferença entre criadora de conteúdo e atriz pornô. Uma coisa é mostrar minha intimidade no dia a dia, outra é atuar na frente das câmeras e expor tudo ali de uma forma mais agressiva. Estou tentando me imaginar nisso, amadurecendo a ideia”, confessa.
No Privacy, por exemplo, a ex-pastora mostra cliques ousados e vídeos se exibindo para os assinantes. Mas nada além disso. Não há cenas com homens, por exemplo. Mas ela negocia gravar com outra mulher, uma famosa.

Foto: Divulgação


“Estou bem tranquila e aberta para gravar com outras pessoas, por enquanto meus vídeos caseiros já estão tendo um retorno bem maior do que eu esperava. Se acontecer, rolar uma química e compensar financeiramente, quem sabe. Tanto homens, quanto mulheres. Meus fãs pedem muito”, diz.
Ana recebeu a proposta com surpresa e confessou que o valor do cachê agradou bastante. “Fizemos uma reunião online, é uma das maiores produtoras pornôs do mundo. Estou negociando. Eles querem gravar num cenário de igreja. Sugeriram trajes religiosos e tudo mais. Acho pesado, recusei e propus outros temas. O cachê faria uma boa diferença na minha vida, mas o tema está me deixando em dúvida”.
Mesmo afastada da igreja, Ana não quer relacionar seus conteúdos com religião. Ela também rebate os haters, que criticam a decisão de fazer conteúdo adulto. “Um dia posso voltar para a igreja, tenho fé em Deus. Acredito que fazer conteúdos sensuais não me diminui como filha de Deus e nem como pessoa, mas por respeito a Deus resolvi me afastar de tudo como pastora”.

Destaques