Janja após invasão de conta, critica que redes sociais estão acima da lei e defende regulação

Primeira-dama e presidente Lula criticam disseminação de ódio online e comentam sobre papel político de Janja

Por Plox

19/12/2023 10h51 - Atualizado há 5 meses

Em uma recente live intitulada "Conversa com o Presidente", a primeira-dama Janja da Silva, ao lado do presidente Luiz Inácio Lula da Silva, abordou a questão da regulamentação das redes sociais no Brasil. Este tema ganhou destaque após sua conta na rede social X, anteriormente conhecida como Twitter, ter sido alvo de hackers, que divulgaram conteúdos misóginos e ofensivos contra o presidente. Janja criticou a falta de regulamentação dessas plataformas, argumentando que elas "estão acima das leis" e propôs um debate sobre a monetização desses serviços, destacando a necessidade de se discutir a propagação de discursos de ódio.

 

Foto: Reprodução/Youtube 19.12.2023

"Vivemos em uma sociedade toda regulada, por que esse nicho não ficaria?", questionou Janja, expressando sua frustração com a demora na suspensão de sua conta e criticando a postura de Elon Musk, atual proprietário da rede social. Ela alegou que Musk se beneficiou financeiramente com os ataques à sua conta.

A primeira-dama também anunciou sua intenção de processar as plataformas, destacando as dificuldades legais tanto no Brasil quanto nos Estados Unidos, sede da maioria dessas empresas. A Polícia Federal está investigando o caso e já identificou dois jovens responsáveis pela invasão da conta de Janja, um de Minas Gerais e outro de Brasília, buscando entender as motivações por trás do ataque.

O presidente Lula expressou sua indignação com a situação, utilizando termos fortes para descrever seu sentimento. Ele reforçou a necessidade de regulamentação das redes sociais, citando a existência de regulamentos para outros meios de comunicação como rádio e televisão, que são obrigados a pagar impostos.

Além das questões relacionadas às redes sociais, Lula e Janja também discutiram o papel dela como primeira-dama. Lula enfatizou que Janja não é apenas uma figura decorativa, mas uma participante ativa nas discussões políticas, contribuindo com ideias e opiniões sobre diversas questões.

Por fim, Lula anunciou planos de viajar pelo Brasil em 2024 com Janja, destacando a importância de se manter próximo à população brasileira e motivar o país. Ele não fez menção às eleições municipais do próximo ano, mas enfatizou o desejo de ambos em se envolverem diretamente com as questões nacionais
 

Destaques