Turismo em Minas Gerais ganha força no fim de ano apesar de alta nos preços

Estado e municípios investem em atrações natalinas; hotéis e voos registram alta ocupação

Por Plox

19/12/2023 07h19 - Atualizado há 4 meses

O setor de turismo em Minas Gerais está vivenciando um momento de intensa atividade, apesar do aumento aproximado de 20% nos custos de viagens nacionais em comparação ao ano anterior, segundo a Associação Brasileira de Agências de Viagem de Minas Gerais (Abav MG). O vice-presidente financeiro da associação, Alexandre Brandão, destaca que a recuperação do turismo superou as expectativas, com ocupação significativa até mesmo nas pousadas do interior do estado.

 

 

Foto: Juliana Teixeira/Arquivo pessoal

A Secretaria de Estado de Cultura e Turismo (Secult) corrobora essa visão otimista, estimando uma ocupação de 80% dos hotéis mineiros durante as festas de fim de ano e prevendo um aumento de 20% no fluxo turístico em relação a 2020. Grande parte dos visitantes é proveniente do próprio estado, seguidos por turistas de São Paulo e Rio de Janeiro. O Aeroporto Internacional de Belo Horizonte espera cerca de um milhão de passageiros, indicando uma retomada de 93% do movimento pré-pandêmico.

Brandão ainda menciona que, com planejamento adequado, é possível encontrar opções de viagem mais acessíveis, sugerindo destinos próximos e acomodações com menor número de estrelas. A Secult, através do portal “Minas Gerais”, identificou as cinco cidades mineiras mais buscadas para o fim do ano: Delfinópolis, Serro, Patrocínio, Caxambu e Montezuma, refletindo o interesse dos turistas por estes destinos.

Em termos de investimentos para o Natal, o governo do Estado alocou R$ 18 milhões em ações específicas para a data, incluindo o edital Natal da Mineiridade Cemig. Em Monte Verde, no Sul de Minas, o Natal tem se destacado desde 2019, com um investimento combinado de recursos municipais e patrocínios privados. Rebecca Wagner, presidente da Agência de Desenvolvimento de Monte Verde (Move), espera um aumento de 60% na arrecadação de impostos devido ao evento, que se tornou o maior do distrito, com decorações natalinas e desfiles de personagens.

 

Destaques