A origem boliviana do nome Copacabana e sua influência no Brasil

Copacabana, famosa praia brasileira, tem suas raízes na Bolívia, à beira do lago Titicaca

Por Plox

20/02/2024 08h55 - Atualizado há cerca de 2 meses

A cidade boliviana, com o mesmo nome, é conhecida pela expressão aimará "kota kahuana", que se traduz por "vista do lago". Este lugar, rico em história e tradição, é marcado pela presença da Nossa Senhora de Copacabana, padroeira trazida pelos espanhóis em 1583, originalmente conhecida como Nossa Senhora da Candelária.

Foto: Creative Commons / https://creativecommons.org/licenses/by-sa/4.0/deed.pt-br

A influência boliviana chegou ao Rio de Janeiro no século 18, quando uma imagem da santa foi clandestinamente trazida para a cidade, então conhecida por Sacopenapã. A adaptação do nome Copacabana ao bairro carioca está intimamente ligada à devoção à santa, culminando na construção de uma capela em sua homenagem no local onde hoje se situa o Forte de Copacabana.

Com o passar dos anos, a área de Copacabana no Rio transformou-se de um areal desabitado para um dos bairros mais populares e densamente povoados, simbolizando um local de festividades, peregrinações e turismo. A transferência da imagem da santa para a paróquia da Ressurreição em 1976 marcou uma nova fase, afastando-se do contexto militar do Forte de Copacabana.

Na Bolívia, a devoção pela Virgem de Copacabana continua forte, com celebrações e bênçãos a veículos marcando a fé dos fiéis. A cidade, além de ser um centro de peregrinação religiosa, serve como ponto de partida para explorar as ilhas sagradas do lago Titicaca, atraindo tanto visitantes locais quanto estrangeiros em busca de espiritualidade e beleza natural.

A Copacabana carioca, por outro lado, evoluiu para um ícone cultural e turístico do Brasil, conhecida por sua vibrante vida noturna, eventos históricos e o famoso réveillon, que atrai milhões de visitantes anualmente. Embora as Copacabanas boliviana e carioca partilhem um nome comum, elas oferecem experiências distintas


 

Destaques