Belo Oriente inicia entrega dos livros do projeto Jovem Que Lê

20/05/2019 14:36

“A leitura desperta no jovem a curiosidade em conhecer o mundo, além de fazê-lo mais proativo diante das situações que lhe são colocadas"

Publicidade

A Prefeitura de Belo Oriente através da Secretaria Municipal de Educação, Cultura, Esporte e Lazer, iniciou nesta segunda-feira, 20, a entrega dos livros Jovem Que Lê o Mundo, do projeto “Jovem Que Lê”, para os estudantes e professores da rede municipal de ensino.

O livro Jovem Que Lê o Mundo tem o objetivo de incentivar de forma lúdica e pedagógica a leitura entre os estudantes e a importância da literatura para entendermos o mundo.

Alunos da Escola Francisco Gonçalves de Brito foram os primeiros a receberem os livros Jovem Que Lê o Mundo (Foto: divulgação)Alunos da Escola Francisco Gonçalves de Brito foram os primeiros a receberem os livros Jovem Que Lê o Mundo. (Foto: divulgação)

A cerimônia de entrega ocorreu no pátio da escola municipal e contou com a participação da secretária municipal de Educação, Lilian de Lima Carvalho dos Anjos, e dos autores da obra, a doutora em psicologia social Marli Andrade e o gestor de projetos Paulo do Bem.

Os alunos da instituição de ensino realizaram apresentações de talento. Houve apresentação de canto e dança, além de um recital de poesia por uma professora da escola.

Para a diretora da Escola Municipal Francisco Gonçalves de Brito, Dilaine Aparecida Costa, os livros reforçarão os projetos que a escola desenvolve de incentivo a leitura e empoderamento dos jovens.

“O livro O Jovem Que Lê o Mundo vai acrescentar muito aos nossos alunos, pois trabalhamos muito com o protagonismo deles, para que eles sejam donos de si e busquem um futuro melhor. E esta obra irá nos ajudar a fazer com que nossos alunos trilhem um caminho de sucesso”, afirma Dilaine.

A secretária municipal de Educação, Lilian de Lima Carvalho dos Anjos, destacou a importância do projeto. “A leitura desperta no jovem a curiosidade em conhecer o mundo, além de fazê-lo mais proativo diante das situações que lhe são colocadas, e o Projeto Jovem Que Lê nos fornece as ferramentas pedagógicas necessárias para incutir neles essa vontade da leitura”, destaca Lilian.

Alunos da Escola Francisco Gonçalves de Brito foram os primeiros a receberem os livros Jovem Que Lê o Mundo (Foto: divulgação)Alunos da Escola Francisco Gonçalves de Brito foram os primeiros a receberem os livros Jovem Que Lê o Mundo (Foto: divulgação)

Projeto Jovem Que Lê
O projeto é uma parceria entre Secretaria Municipal de Educação com o Instituto Cenibra e desenvolvido através da Lei de Incentivo a Cultura e tem como objetivo incentivar a leitura dos jovens, para despertar o interesse na cultura e a valorização no seu dia-a-dia e também trabalhar esses interesses junto aos professores e pais e responsáveis.



Publicidade