Aumentos expressivos: preço do arroz sobe mais de 20% em Belo Horizonte

Pesquisa revela alta em produtos da cesta básica e variações significativas nos supermercados da capital mineira

Por Plox

20/05/2024 10h11 - Atualizado há cerca de 1 mês

O preço do pacote de arroz nos principais supermercados de Belo Horizonte subiu mais de 20% nas últimas três semanas, conforme pesquisa divulgada pelo site Mercado Mineiro nesta segunda-feira (20). Realizado entre os dias 15 e 17 de maio em nove estabelecimentos da capital, o estudo também mostrou aumentos em outros itens essenciais da cesta básica.

Foto: Reprodução.

Impacto no arroz e feijão

O levantamento indicou que o pacote de 5 kg de arroz, que no mês passado custava R$ 19,13, chegou a ser vendido por R$ 23,21, representando um aumento de quase 21%. Outras marcas registraram aumentos superiores a 18%. Em alguns supermercados, a venda de arroz foi limitada por pessoa para evitar escassez. O administrador do Mercado Mineiro, Feliciano Abreu, relaciona o aumento às chuvas no Rio Grande do Sul, mas tranquiliza os consumidores: "É importante que o consumidor tenha muita atenção nesse momento. Há uma pressão muito grande para o aumento de preços, principalmente devido às chuvas no Rio Grande do Sul e temos que ficar atentos. Se estocarmos muito arroz, sem pesquisar preço, vamos gerar uma demanda muito forte e o preço vai subir ainda mais. Como não vai faltar arroz, como já foi anunciado, o consumidor tem que ter mais calma".

O preço do feijão também subiu, com alguns tipos registrando aumento de quase 6% nas prateleiras.

Outras variações e quedas

A pesquisa revelou uma variação de até 36% no preço do arroz entre os supermercados, com valores variando de R$ 31,99 a R$ 43,49 para pacotes de 5 kg da mesma marca. O presunto foi outro item com aumento significativo, ficando quase 31% mais caro, encontrado a R$ 31,49 em comparação aos R$ 24 anteriores. A variação nos preços do presunto chegou a 150% entre diferentes estabelecimentos.

Apesar dos aumentos, alguns produtos apresentaram queda nos preços devido ao período de safras e aumento da produção. O açúcar cristal, por exemplo, teve uma redução de 10%, passando de quase R$ 16 para R$ 13,50. Leite, molho de tomate e macarrão também registraram quedas nos valores.

Esta análise dos preços dos produtos da cesta básica em Belo Horizonte ressalta a importância de pesquisar e comparar preços para economizar. A variação significativa de preços entre os estabelecimentos demonstra que o consumidor pode encontrar ofertas mais vantajosas se buscar alternativas.

 

Destaques