Conflito entre vizinhas em MG levanta suspeitas de racismo

Briga provocada por música alta envolve vizinhança e aciona a Polícia Militar

Por Plox

20/05/2024 08h09 - Atualizado há 27 dias

Um desentendimento entre duas vizinhas no bairro Padre Eustáquio, em Divinópolis, resultou na intervenção da Polícia Militar de Minas Gerais (PMMG). A discussão teve início na manhã de sábado, 18 de maio, quando uma das moradoras, de 51 anos, foi acusada de tocar música em volume alto. Ela suspeita que a reação de sua vizinha, de 30 anos, tenha motivações raciais.

PIXABAY

Tensão e Reclamações Frequentes

A moradora de 30 anos relatou aos policiais que o problema do som alto é recorrente há cerca de um ano, perturbando sua tranquilidade constantemente. Na manhã de sábado, a situação se agravou quando ela percebeu que a vizinha foi até a casa de familiares, na mesma rua, para falar mal dela. Sentindo-se ofendida, foi "tirar satisfação" e o conflito se intensificou.

Alegações de Racismo

Do outro lado, a mulher de 51 anos afirmou que a vizinha "procura confusão por ela ser negra". Em seu relato à polícia, destacou que estava ouvindo "louvores e não funk", argumentando que a escolha musical não deveria ser motivo de reclamação. Ela também mencionou ter ido até a casa dos familiares para reclamar que a vizinha havia chamado a polícia.

Intervenção da Polícia

A chegada da PMMG acalmou a situação e evitou maiores consequências. Apesar da confusão, ninguém foi levado à delegacia. No entanto, foi registrado um boletim de ocorrência por "perturbação do sossego".

Destaques