Governo avalia auxílio financeiro a famílias que acolhem vítimas de enchente no RS

Proposta inicial prevê R$ 400 por pessoa abrigada; 581.633 desalojados, segundo Defesa Civil

Por Plox

20/05/2024 10h32 - Atualizado há cerca de 1 mês

O governo federal está estudando uma medida para fornecer auxílio financeiro às famílias que acolhem vítimas das enchentes no Rio Grande do Sul. A proposta, ainda em fase de avaliação, prevê o pagamento de R$ 400 por pessoa abrigada.

Gustavo Gossen / Agência RBS

Contexto e Impacto das Enchentes

As enchentes no estado deixaram um rastro de destruição. Dados da Defesa Civil do Rio Grande do Sul indicam que 581.633 pessoas estão desalojadas, 157 mortes foram confirmadas, e 88 moradores permanecem desaparecidos. Ao todo, 2,3 milhões de pessoas em 463 cidades foram afetadas pela tragédia.

Análise da Proposta

A iniciativa para o pagamento do auxílio foi solicitada pelo ministro Paulo Pimenta, responsável pela Secretaria Extraordinária para Apoio à Reconstrução do Rio Grande do Sul. O Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome está analisando a viabilidade legal da medida. Atualmente, os recursos são distribuídos de maneira "fundo a fundo", ou seja, transferências diretas de fundos federais para os fundos estaduais, municipais e do Distrito Federal, sem a necessidade de convênios.

Transferências "Fundo a Fundo"

As transferências "fundo a fundo" permitem um repasse mais ágil e direto de recursos, facilitando a distribuição de verbas para necessidades emergenciais, como as provocadas por desastres naturais. Essa metodologia pode ser essencial para a implementação do auxílio proposto, garantindo que o suporte financeiro chegue rapidamente às famílias que mais precisam.

Destaques