Levantamento aponta queda nos preços da batata, banana, laranja e melancia no Brasil

Levantamento da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) aponta queda nos preços de diversos produtos hortifrúti em abril

Por Plox

20/05/2024 13h50 - Atualizado há 23 dias

De acordo com o 5º Boletim do Programa Brasileiro de Modernização do Mercado Hortigranjeiro (Prohort), os preços da batata caíram pelo segundo mês seguido, mesmo com a menor oferta no mercado. Em Santa Catarina, a redução foi de 25,1% em comparação a março. No entanto, a Conab alerta que em maio os preços já começaram a subir devido à entressafra do tubérculo.

Foto:  Rafa Neddermeyer/Agência Brasil

Aumento na oferta reduz preços da banana

A banana também teve redução nos preços, especialmente a variedade nanica, graças ao aumento da oferta no Vale do Ribeira (SP), norte de Minas Gerais e norte de Santa Catarina. "Esse incremento na quantidade do produto também pressionou os preços da banana-prata", segundo a Conab. A expectativa é de que os preços caiam ainda mais em junho com a chegada de uma boa safra.

Laranja e melancia com preços menores

Os preços da laranja e da melancia caíram devido à menor demanda durante os dias frios. A Conab explica que "a demanda pelas duas frutas costuma cair nos dias de frio, o que acaba por pressionar para baixo as cotações."

Alta nos preços de alface e cenoura

Enquanto alguns produtos tiveram queda, outros, como alface e cenoura, registraram alta nos preços. As chuvas impactaram a oferta de alface, elevando os preços. Para a cenoura, a menor oferta de Minas Gerais, principal produtor, aumentou a demanda sobre outros estados, interrompendo dois meses de queda nos preços.

Cebola e tomate com comportamento de preços distinto

Desde outubro do ano passado, a cebola tem apresentado alta nos preços, exceto em janeiro. A oferta descentralizada a partir de Goiás, Minas Gerais e Bahia tende a baixar os custos de transporte, mas ainda assim os preços não caíram. Já o aumento na quantidade de tomate não foi suficiente para reduzir os preços devido à entressafra.

Comercialização de frutas e hortaliças em 2023

A Conab divulgou também um balanço da comercialização de frutas e hortaliças nas 57 Ceasas do país. Em 2023, foram movimentadas 17,4 milhões de toneladas de produtos, resultando em R$ 66,7 bilhões comercializados. O volume comercializado cresceu 4,73%, e o valor transacionado aumentou 9,6% em comparação a 2022. As Ceasas do Sul apresentaram redução no volume e valor comercializados, atribuída ao El Niño e excesso de chuvas.

 

 

 


 

Destaques