Resgate animal: FAB transporta 20 toneladas de ração para pets afetados pelas enchentes no RS

Primeira-dama acompanha envio de suprimentos para apoiar animais desabrigados

Por Plox

20/05/2024 10h02 - Atualizado há cerca de 1 mês

Em uma operação de emergência, a Força Aérea Brasileira (FAB) enviou um avião carregado com 20 toneladas de ração para animais de estimação e outros itens essenciais, como caixas de transporte, camas e bebedouros. A aeronave KC-390 Millennium partiu da Base Aérea de Brasília no último fim de semana e pousou na Base Aérea de Canoas, no Rio Grande do Sul, com a missão de apoiar os animais resgatados das enchentes devastadoras que atingiram o estado.

Foto: FAB/Divulgação

Resgate e assistência aos animais

Desde o início das fortes chuvas no final do mês passado, cerca de 12 mil cães e 2 mil gatos foram resgatados, conforme levantamento do Ministério do Meio Ambiente. Muitos desses animais estão agora em abrigos, aguardando a recuperação de seus tutores ou a adoção por novas famílias. Para tratar os animais doentes ou feridos, foi montado um hospital veterinário de campanha.

Envio e apoio logístico

A partida do avião ocorreu no sábado (18), e a operação contou com a presença da primeira-dama, Janja da Silva, que esteve na Base Aérea de Brasília para acompanhar o carregamento das doações. Ela elogiou o trabalho dos militares e voluntários no Rio Grande do Sul. Antes da decolagem, a FAB promoveu uma ação simbólica com a participação de crianças e cães.

Impacto das enchentes no RS

As chuvas intensas que atingiram o Rio Grande do Sul causaram graves danos em 463 dos 497 municípios do estado, resultando em mais de uma centena de mortes e afetando gravemente o fornecimento de água e energia elétrica. Segundo dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) e da Universidade Federal do RS (UFRGS), ao menos 303 mil residências e 801 estabelecimentos de saúde foram alagados em 123 cidades.

Além disso, a inundação afetou 682 unidades de ensino, 1.347 templos religiosos, 2.601 propriedades agropecuárias e cerca de 48 mil outros edifícios, incluindo lojas, bancos e prédios públicos.

Números da catástrofe

Os dados mais recentes da Defesa Civil revelam a extensão da tragédia:

  • Mortos: 157
  • Feridos: 806
  • Desaparecidos: 88
  • Pessoas afetadas: 2.281.830
  • Desalojados: 581.633
  • Pessoas em abrigos: 76.955
  • Pessoas resgatadas: 82.666
  • Animais resgatados: 12.108
Destaques