Pai suspeito de manter filhos em cárcere privado e abusar da filha adolescente

Eles viviam sob constante vigilância, com uma câmera de segurança monitorando suas atividades 24 horas por dia

Por Plox

20/06/2023 18h42 - Atualizado há 11 meses

Em Santa Luzia, município da Grande Belo Horizonte, um crime terrível foi desvendado nesta terça-feira (20). Segundo a Polícia Militar, um homem é suspeito de manter seus próprios filhos, um adolescente de 17 anos e uma menina de 15 anos, em cárcere privado há cerca de dois meses.

Vida Sob Vigilância

Conforme o relatório da Polícia Militar, os jovens foram retirados da escola em abril e desde então, estavam proibidos de deixar a casa. Eles viviam sob constante vigilância, com uma câmera de segurança monitorando suas atividades 24 horas por dia. Além disso, foram privados de qualquer meio de comunicação - sem acesso à televisão, celular ou internet.

Denúncia e Fuga

A situação só foi descoberta graças à bravura da menina de 15 anos, que fugiu de casa quando os pais estavam ausentes. Ela procurou ajuda na escola onde estudava e denunciou a situação. "Hoje ela conseguiu comparecer à escola, chegou chorando, pedindo por socorro", disse o sargento Marcelo Fernandes.

A adolescente revelou, ainda, que era vítima de abuso sexual por parte do pai há dois anos.

Confronto da Verdade

Após a denúncia da adolescente, a Polícia Militar foi até a residência e confirmou a situação com o irmão da vítima. Os policiais encontraram uma casa sem trancas, mas com uma pressão psicológica tão grande que mantinha os jovens presos. "Eles sentiam essa pressão de não poder se deslocar", afirmou o sargento Fernandes.

Família e Armas

Questionada pela PM, a mãe dos adolescentes alegou que eles estavam "de castigo". Ela negou conhecimento sobre o abuso sexual sofrido pela filha e foi presa. O pai, principal suspeito do cárcere privado e do abuso sexual, não foi localizado pela polícia.

Na casa, a Polícia Militar também encontu uma arma de fogo e munições, que foram apreendidas.

Destaques