Demitido por foto com bebida rival, Homem é contratado pela concorrente

O episódio aconteceu após Keoma comemorar os dois anos de idade de seu filho, Oliver, no dia 13 de fevereiro. A foto da celebração, publicada por ele, logo se espalhou entre os colegas de trabalho

Por Plox

20/07/2023 07h44 - Atualizado há 11 meses

A marca de refrigerantes Frisky se viu no centro de um debate público após a demissão de um de seus funcionários, Keoma Messias Oliveira, 27 anos, por uma ação aparentemente inofensiva: compartilhar uma foto do aniversário de seu filho. Na imagem em questão, garrafas do refrigerante Dydyo, um produto da concorrência, estavam visíveis sobre a mesa. A foto foi compartilhada no status do WhatsApp de Keoma.

 

Foto: Reprodução/Redes sociais

O episódio aconteceu após Keoma comemorar os dois anos de idade de seu filho, Oliver, no dia 13 de fevereiro. A foto da celebração, publicada por ele, logo se espalhou entre os colegas de trabalho. "Minha irmã foi quem comprou tudo, os refrigerantes inclusive. Quando cheguei em casa depois do trabalho já estava tudo pronto. Tirei a foto, publiquei no WhatsApp e alguém, por inveja, ou malícia, jogou essa foto no grupo da empresa e chegou até o patrão. No outro dia, fui despedido", relata Keoma.

Posteriormente, Keoma recebeu uma mensagem de áudio de um gerente da empresa, onde o mesmo admitia a possibilidade da foto ter sido o motivo da demissão. Embora a empresa tenha alegado "mudança no quadro de funcionários" como razão oficial, uma funcionária da Femar, em audiência, informou sobre uma reunião realizada em janeiro, que tinha como pauta a redução do quadro de funcionários. Ela destacou que Keoma foi incluído em um relatório sob o argumento de "baixa produtividade".

No entanto, na sentença proferida no último dia 29 de junho pela 2ª Vara do Trabalho de Ariquemes, Rondônia, o juiz do Trabalho substituto Luciano Henrique da Silva ressaltou que a verdadeira razão para a demissão estava vinculada à foto da festa. "A despedida do reclamante, embora formalmente sem justa causa, teve como motivo real a foto de aniversário de seu filho, em que aparece produto concorrente", concluiu o juiz.

A Repercussão e a Nova Chance na Dydyo

Com a situação viralizando nas redes sociais, a marca Dydyo, cujo produto figurava na foto polêmica, encontrou-se em meio a uma onda de apoio. O perfil oficial da marca foi inundado por centenas de comentários pedindo a contratação de Keoma. Em uma reviravolta, a equipe de marketing da Dydyo entrou em contato com o ex-operador de máquinas via redes sociais e lhe ofereceu uma posição no setor de logística.

Keoma, aliviado e entusiasmado, compartilhou sua experiência sobre o convite: "Eles entraram em contato comigo e pediram para que eu fosse até o depósito para conversar com eles. Fui muito bem recepcionado e estou muito feliz, doido para começar a trabalhar".

Em meio à polêmica, o ex-funcionário da Frisky acabou recebendo indenização no valor de R$ 7 mil por sua demissão controversa.

Destaques