Segunda parcela do 13º Impulsiona economia com R$ 106 Bilhões

Comércio paulista antecipa recorde de vendas; CNC e FecomercioSP revelam projeções otimistas

Por Plox

20/12/2023 07h55 - Atualizado há 4 meses

A segunda parcela do 13º salário, que será paga até esta quarta-feira, promete injetar R$ 106,29 bilhões na economia brasileira. A soma das duas parcelas do abono natalino, segundo a Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC), atinge um total impressionante de R$ 267,6 bilhões. Este valor supera em 6,2% o montante distribuído em 2022, refletindo um aquecimento econômico e maior empregabilidade no setor formal.

 

Crescimento no Comércio de São Paulo Especificamente no estado de São Paulo, a Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (FecomercioSP) prevê um aumento de 13,6% no impacto do 13º salário comparado ao ano anterior, totalizando um acréscimo de R$ 10,3 bilhões. A expectativa é que grande parte desse valor seja utilizada não apenas para quitar dívidas e cobrir despesas sazonais, mas também para incrementar o consumo, com projeções de aumento de 23% em gastos com varejo.

Otimismo no Setor Varejista De acordo com a FecomercioSP, dezembro de 2023 pode se tornar o melhor mês da história do comércio paulista em termos de receita, com expectativa de faturamento totalizando R$ 119,7 bilhões, representando um crescimento de 5% em relação ao ano passado. O estudo da CNC ainda aponta que, pela primeira vez em dois anos, o consumo no comércio deve liderar a intenção de uso da segunda parcela do décimo terceiro, com gastos estimados em R$ 37,35 bilhões.

Benefícios para Milhões de Brasileiros O Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese) calcula que o abono natalino deste ano beneficiará 87,7 milhões de brasileiros, incluindo trabalhadores formais, aposentados e pensionistas, com um impacto econômico equivalente a 2,7% do PIB.

Conselhos Financeiros Especialistas, como o professor Jair Rottini da Faculdade Anhanguera, aconselham cautela e planejamento na utilização do 13º salário. As sugestões incluem priorizar o pagamento de dívidas, planejar despesas de início de ano, criar uma reserva de emergência, considerar investimentos e, se necessário, limitar gastos com presentes.

Destaques