Veja as cinco principais infrações que podem suspender a CNH de motociclistas

21/01/2020 16:52

Motociclistas que cometem essas infrações gerar risco para terceiros e para si mesmos

Publicidade

Existem várias infrações, em que o condutor da categoria A, pode ter a sua Carteira Nacional de Habilitação (CNH) suspensa imediatamente.

É comum nas cidades brasileira, verem os motociclistas entrando em gretas entre os carros e até fazendo manobras arriscadas no trânsito, como empinar as motocicletas e fazendo malabarismos.

 

motoFoto: reprodução/Agência Brasil
 

Veja quais são as cinco principais infrações cometidas pelos motocicletas, que podem acarretar na perda da CNH.

Trafegar com farol apagado

A multa para essa infração é de R 293,47 e pode levar à cassação da CNH, por se tratar de uma infração que trânsito, devido as motocicletas andarem nos corredores dos carros, podendo causar diversos acidentes e mortes.

Carona de risco

A multa dessa infração também é R$ 293,47. Pilotar motocicleta transportando criança menor de sete anos é infração gravíssima, e além da multa, o motociclista pode perder a CNH. O caso de carregar mais que um pessoa na garupa se enquadra nessa categoria.

Fechar vias

O valor da multa é de R$ 5.869,40. Seja parcialmente ou totalmente, fechar uma via de circulação com qualquer veículo de forma deliberada (o que inclui motos), é infração gravíssima e pode resultar na suspensão da CNH.

Malabarismos

A multa também é de R$ 293,47. Empinar, fazer manobras arriscadas ou malabarismos é considerado um ato gravíssimo, podendo ser até suspensa a CNH do autor das manobras, devido ao aumento da possibilidade de perda de equilíbrio, que pode acarretar em um acidente.

Pilotar alcoolizado

Pilotar uma motocicleta alcoolizado é infração gravíssima, com multa de R$ 2.934,70. Por mais que a maioria já sabe, muitos ainda se arriscam, colocando em risco a própria vida, e a vida de outras pessoas. Além disso, recusar-se a fazer o teste do bafômetro também gera infração, podendo gerar a suspensão da CNH.
 



Publicidade