Ipatinga

polícia

X FECHAR
ONDE VOCÊ ESTÁ?

    Operação Dolus: vereador Paulo Reis é considerado foragido da Justiça

    Gaeco explica prisões de outros parlamentares; foi deferida a prisão de Paulo Reis

    Por Plox

    21/02/2019 20h59 - Atualizado há mais de 2 anos

    Na tarde desta quinta-feira (21), representantes do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco), em coletiva de imprensa, comentaram sobre as investigações e prisões contra alguns vereadores da Câmara de Ipatinga-MG. O vereador Paulo Reis (PROS) é considerado foragido da Justiça. Desde a última sexta-feira (15), ele não dá notícias. 

    Na sexta, teve início a operação Dolus, realizada em gabinetes de vereadores. Luiz Márcio (PTC) foi preso ainda na sexta. Wanderson Gandra (PSC) e Rogério Bento, expulso do PSL, foram presos nessa quarta-feira (20). Além dos vereadores, um assessor também foi detido. Todos estão na Penitenciária Dênio Moreira de Carvalho, em Ipaba.

    De acordo com o Gaeco, os vereadores estão presos preventivamente. Eles são acusados por cometer práticas delituosas. Outro vereador apontado nas investigações é Paulo Reis (PROS), considerado foragido da Justiça. O parlamentar já foi denunciado e já foi deferida a prisão dele.

    prisão(Foto: Miguel Bráz)

    Conforme o promotor Bruno Schiavo, há informações de que Paulo Reis estaria utilizando o dinheiro para compra de apoio político junto à lideranças comunitárias. Desde a sexta, o Gaeco não tem informações do paradeiro de Paulo Reis.

    Sem-Título-11(Foto: reprodução/ Facebook)

    Ontem pela manhã (20), o vereador Rogerinho se entregou à polícia e mais tarde, foi preso Wanderson Gandra. O Gaeco informou que existe a possibilidade de outros vereadores serem investigados. Além da prisão, o Gaeco solicitou o bloqueio de bens dos denunciados para que, futuramente, haja a mensuração dos prejuízos causados a administração pública e também o ressarcimento aos cofres públicos.

    PLOX BRASIL © Copyright 2008 - 2021[email protected]