Menina não teria se recusado a cumprimentar Bolsonaro em cerimônia

21/04/2019 22:44

Após a postagem do presidente, os internautas perceberam o ocorrido e o vídeo viralizou nas redes sociais

Publicidade

O vídeo de uma menina que aparentemente teria se recusado a cumprimentar o presidente Jair Bolsonaro (PSL) e viralizou nas redes sociais, não seria uma recusa ao político, conforme apontou o Estadão. Diversos sites divulgaram matérias acompanhadas do vídeo. O jornal que havia feito a matéria acabou a retirando do ar.

O fato aconteceu na celebração de Páscoa realizada no Palácio do Planalto, na última quarta-feira, 17 de abril. A cerimônia contou com diversas crianças de uma escola da periferia de Brasília. Em um tablado, Bolsonaro conversa com os estudantes, pega alguns no colo e sorri. Em dado momento da conversa, uma menina, identificada como Yasmin, cruza os braços. 

Porém, o Estadão informou que teve acesso, por meio de uma fonte do governo, ao vídeo com legenda onde é possível ouvir o presidente perguntando às crianças se elas eram palmeirenses. Bolsonaro teria perguntado às crianças: “Quem aí é Palmeiras?”. Nesse contexto, a menina faz sinal de negativo ao presidente.

Fake news da menina que não quis cumprimentar Bolsonaro. Foto: Reprodução Twitter

Estadão corrige informação- Foto: Reprodução/Twitter

“Uma menina se recusou a cumprimentar o presidente Jair Bolsonaro durante celebração de Páscoa na última quarta-feira, 17, no Palácio do Planalto”, dizia o primeiro parágrafo da matéria do Estadão, que depois foi deletada. O site comentou em seu Twitter: “Correção: é errado se afirmar que criança se recusa a cumprimentar Bolsonaro”. A legenda traz um link para uma matéria explicando o equívoco. Bolsonaro não comentou o fato, até o momento.

divulgação

Foto: Reprodução de vídeo

Atualizada às 9h30



Publicidade