Médicos removem mais de 150 larvas da boca de mulher

Cirurgião identifica miíase oral em paciente após tratamento odontológico

Por Plox

21/05/2024 15h30 - Atualizado há 24 dias

Em Lima, no Peru, médicos retiraram mais de 150 larvas de insetos da boca de uma mulher de 40 anos. O caso, ocorrido na capital do país, foi divulgado em nota à imprensa no dia 14 de maio. A descoberta dos parasitas se deu após a paciente procurar atendimento médico devido a uma inflamação no céu da boca.

Foto: Divulgação/Pixabay 

Detalhes do caso e procedimento

A mulher, atendida pelo cirurgião bucomaxilofacial Renzo Paredes, foi diagnosticada com miíase oral. Segundo Paredes, que falou ao site do Seguro Social de Saúde do Peru (EsSalud), "no total, foram retiradas 150 larvas que estavam na cavidade oral devido a uma miíase que geralmente acomete os tecidos mortos." A miíase é uma condição caracterizada pela presença de larvas em tecidos necrosados e é comum em regiões de clima quente e úmido, propícias ao apodrecimento dos tecidos.

Os sintomas começaram a se manifestar após um tratamento odontológico realizado em outro centro de saúde no mês anterior. A miíase é frequentemente observada em lesões mal higienizadas, especialmente em indivíduos com mobilidade reduzida.

Tratamento e recuperação

Durante a cirurgia realizada no dia 11 de maio, além das larvas, foi removido todo o tecido morto do qual elas se alimentavam. As feridas foram devidamente fechadas. A paciente permaneceu sob observação no hospital por dois dias antes de receber alta, mas deverá continuar com um acompanhamento médico constante para garantir a total recuperação e evitar novas infecções.

Este caso ressalta a importância da higiene adequada e do cuidado com lesões para prevenir infecções graves como a miíase.

Destaques