Prefeitura de Ipatinga investe na educação de trânsito para reduzir acidentes

Desta vez, ações são voltadas para sensibilização de motoristas e motociclistas quanto à adoção de comportamentos mais seguros e defensivos

Por Plox

21/06/2023 11h23 - Atualizado há 11 meses

No intuito de cumprir o cronograma anual de ações educativas estabelecidas pelo Conselho Nacional de Trânsito (Contran), a prefeitura de Ipatinga tem intensificado seu trabalho através da Secretaria de Serviços Urbanos e Meio Ambiente (Sesuma). Este órgão tem se dedicado à realização de campanhas pontuais de conscientização que se estendem a todos os usuários do trânsito na região. As ações de conscientização são realizadas simultaneamente a melhorias estruturais no trânsito da cidade, como a modernização da rede semafórica, a instalação de redutores de velocidade e a atualização dos equipamentos de sinalização vertical e horizontal.

Imagem da campanha feita em maio. Foto: PMI/Divulgação.

 

O mês de maio, conhecido como "Maio Amarelo", foi marcado por atividades internacionais voltadas para a conscientização acerca da redução de acidentes de trânsito. Mas, no mês de junho, o objetivo das ações se voltou para os filhos de motoristas e motociclistas. O propósito era incentivar essas crianças e jovens a promoverem o respeito às leis de trânsito entre seus pais. Para alcançar esse objetivo, a prefeitura contou com o apoio de diversos setores, órgãos públicos e privados relacionados ao setor de transportes.

Segundo Graziella Pires, diretora do Detra - Departamento de Transporte e Trânsito de Ipatinga, é essencial começar a conscientização desde cedo. "As crianças reforçam a educação no trânsito e muitas vezes ensinam seus cuidadores. Teremos várias ações contínuas ao longo dos meses, sempre reforçando a segurança de todos", ressaltou.

Blitz educativa feita no Maio Amarelo. Foto: PMI/Divulgação.

 

A Necessidade de Segurança e Responsabilidade no Trânsito

O Executivo de Ipatinga enfatiza a necessidade de abordar o tema da segurança no trânsito durante todo o ano. Afinal, dados do Ministério da Saúde mostram que os acidentes e mortes no trânsito são uma realidade preocupante no Brasil.

"Diante desta situação, sabemos que é preciso adotar comportamentos seguros no trânsito, como respeitar os limites de velocidade, não dirigir sob o efeito de álcool ou drogas, usar o cinto de segurança e cumprir as leis de trânsito", enfatizou a diretora do Detra.

A Organização Mundial da Saúde (OMS) reforça a ideia de que a segurança no trânsito é uma responsabilidade coletiva, envolvendo não apenas motoristas, mas também pedestres, ciclistas e motociclistas. Seguir as leis de trânsito e adotar comportamentos seguros são ações fundamentais para reduzir acidentes e salvar vidas.

Destaques