Filho escala hospital para ver mãe internada até a morte por Covid-19

21/07/2020 16:35

Durante cinco noites, ele fez essas "visitas"; a última ocorreu no dia em que a mãe morreu, em 16 de julho

Jihad Al-Suwaiti, de 30 anos, natural da Palestina, após ser impedido de visitar sua mãe, que foi internada por covid-19, teve uma atitude surpreendente.

Para poder ver a idosa, pelo menos um pouquinho mais, em um hospital da cidade Hebrón, ele passou a escalar as paredes do prédio e, assim, passou a vê-la através da  janela.


Durante as cinco noites de internação da paciente Rasmi Suwaiti, 73, as enfermeiras e médicos constaram a presença do “ilustre visitante”. A mulher, além de ser vítima do novo coronavírus, também sofria de leucemia e as visitas estavam proibidas.


O site de notícias "Says" publicou declarações, atribuídas a um funcionário do hospital, afirmando que Jihad ficava no local por horas, apenas para observar a mãe. Ele repetiu esse gesto até o dia da morte da mulher.
No início deste mês, o presidente da ANP (Autoridade Nacional Palestina), Mahmoud Abbas, declarou estado de emergência de um mês nos territórios palestinos. O rápido aumento dos casos de morte por coronavírus na região provocou a decisão.

filho fiel
Ele visitava a mãe, escalando as paredes do hospital, até a morte dela.Foto: Reprodução / Internet

Conforme um funcionário do hospital disse ao site "Says", Jihad passava algumas horas observando a mãe, fato que ocorreu até o dia de seu falecimento, em 16 de julho.

O quadro da mãe do rapaz foi agravado por ela ter leucemia, e isso contribuiu para o desfecho de sua situação.