Brasil

polícia

X FECHAR
ONDE VOCÊ ESTÁ?

    Falso funcionário da Caixa Econômica tenta “recolher” cartão de crédito de mulher em Ipatinga

    O banco informa que não recolhe cartões em casa e pede para que, se for bloqueado, o mesmo seja destruído

    Por Plox

    21/07/2021 11h35 - Atualizado há 4 dias

    Na noite dessa terça-feira (20), uma mulher de 61 anos procurou a Polícia Militar (PM) para informar um crime de estelionato, no município de Ipatinga, em Minas Gerais. A vítima, que mora na rua mar Vermelho, no bairro Canaãzinho, disse que teve seu cartão de crédito clonado.

    De acordo com o relato da mulher, ela alegou que recebeu uma ligação dizendo que o seu cartão de crédito da Caixa Econômica havia sido clonado e estaria sendo usado em Santana do Paraíso em uma compra de R$ 1.800,00. Ela disse que foi orientada a ligar em um número telefônico de 0800 e bloquear o cartão.

    Ao realizar a ligação, a solicitante foi informada que o cartão já tinha sido bloqueado e que um representante da Caixa Econômica iria se deslocar até a sua residência para buscar o cartão de crédito. Desconfiada, ela se deparou com um indivíduo de cabelo liso, moreno, aproximadamente 1,75 de altura, portando uma calça social, tênis e com um crachá da Caixa.

    O mesmo disse que iria recolher o cartão. A mulher negou entregar o cartão, com receio de estar sendo vítima de um golpe, e o então “funcionário” do banco foi embora. De acordo com a Caixa Econômica Federal, o banco “não recolhe cartões bancários do cliente, mesmo que inutilizados. Também não pede que o cliente digite ou informe senhas. Caso precise jogar fora um cartão, destrua-o completamente, cortando seu chip ao meio, e nunca o entregue a ninguém”.


     

    PLOX BRASIL © Copyright 2008 - 2021[email protected]