Pesquisa mostra que 45% dos americanos não trocam cueca todo dia

O hábito (ou a falta dele) soa um tanto quanto nojento e anti higiênico para a maioria dos brasileiros

Por Plox

21/08/2019 08h06 - Atualizado há quase 5 anos

Uma pesquisa realizada nos Estados Unidos pela fabricante de cuecas Tommy John,  mostrou que de 1 mil pessoas entrevistadas, 45% delas não trocam as peças íntimas todos os dias. Apesar de o hábito (ou a falta dele) soar um tanto quanto nojento e anti higiênico para a maioria dos brasileiros, a pesquisa apontou ainda que 13% já usaram a roupa de baixo por mais de uma semana. Nessa conta, a maioria esmagadora é de homens (20%), contra 8% das mulheres. 

Entre aqueles que não se importam em usar os famosos ‘mulambos’ e que não compram peças íntimas anualmente estão 46% dos ouvidos pela pesquisa. Por fim, outros 38% não fazem a menor ideia de quando foi a última vez que compraram peças de baixo.

Cuecas

Levantamento apontou que 45% não trocam a cueca-Foto: Divulgação

Apesar de a troca e a compra não frequente de peças íntimas ser algo que desagrada ao olfato e à estética, se a pessoa ficar até três dias com a mesma cueca ou calcinha não é algo tão grave, nem prejudicial à saúde humana. Quem garante é o microbiologista da Universidade de Nova York, Philip Tierno, que afirma, porém, que “contanto que funcionem, que ainda tenham elástico e que sejam lavadas constantemente, que não haja buracos ou rasgos, não há validade. Somos uma sociedade banhada em fezes [microbiologicamente falando]. Mas é normal, e não fere ninguém”, disse ele, quando a pesquisa foi divulgada.
 

Atualizada às 10h07

 

Destaques