Greve de militares: 51 assassinatos são registrados em 48 horas

22/02/2020 07:34

Publicidade

51 assassinatos foram registrados no Ceará entre essa terça-feira (18) e essa quinta-feira (20). O número foi divulgado pela Secretaria de Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS) do estado. Considerando o intervalo de 48 horas, foram registrados 25,5 assassinatos por dia desde que os policiais e bombeiros militares do estado iniciaram a paralisação. 

A paralisação é considerada pelas autoridades como um “motim”, e os crimes cometidos, segundo a secretaria, englobam homicídio doloso, feminicídio, lesão corporal seguida de morte e latrocínio. A secretaria informou ainda que a média de assassinatos no estado por dia, antes da paralisação, era 6. 

jfcruz abr 0601192895 Foto: José Cruz/Agência Brasil

 

As forças armadas atuam nas ruas de Fortaleza desde a manhã desta sexta-feira (21). A presença. A presença de tropas federais foi solicitada pelo governador do estado, Camilo Santana, e foi acatada pelo governo federal, que decretou Garantia da Lei e da Ordem (GLO) no Ceará até o dia 28 deste mês.

O patrulhamento no estado será reforçado pelos 120 homens da Força Nacional de Segurança que chegaram ao estado após solicitação do governo do Ceará. A Força Nacional permanecerá em patrulhamento durante o período de 30 dias. 



Publicidade