Câmara de Ipatinga autoriza vacinação prioritária a profissionais de educação

Autorização vale para educadores que possuem comorbidades graves; imunização prioritária abrange servidores da rede municipal de educação infantil e fundamental

Por Plox

22/02/2021 21h41 - Atualizado há 6 dias

Profissionais de educação que possuem comorbidades graves podem receber vacinação prioritária contra a Covid-19. A Câmara Municipal de Ipatinga autorizou o governo municipal a incluir esse grupo entre aqueles que possuem preferência no recebimento da imunização.

O projeto de lei que estabelece esse direito foi aprovado em 1ª votação, na tarde desta segunda-feira (22), em reunião ordinária, no plenário do Legislativo.

Os vereadores Ney Professor e Professora Mariene, autores da proposta, argumentam que o retorno próximo das aulas levanta a necessidade de se priorizar esse grupo.

“A medida se faz necessária e urgente ante à iminência do retorno às aulas da rede municipal, não podendo tais servidores ficarem desprotegidos”, defendem eles.

Os parlamentares citam o exemplo de Belo Horizonte, onde a administração pública incluiu a categoria entre os grupos prioritários. 

“Ao traçar o calendário de vacinação, de acordo com a reabertura das escolas, a Prefeitura de Belo Horizonte previu entre o público prioritário os trabalhadores de educação.”

O texto aprovado enumerou as seguintes comorbidades: diabetes mellitus, hipertensão arterial grave, asma, anemia falciforme, câncer, obesidade grave, doença pulmonar obstrutiva crônica, doença renal, doenças cardiovasculares e indivíduos transplantados de órgãos sólidos.   

A imunização prioritária abrange servidores da rede municipal de educação infantil e fundamental. Após aprovação de hoje, o texto segue agora para 2ª votação.

PLOX BRASIL © Copyright 2008 - 2021