Corpos de montanhistas congelados há anos no Everest começam a aparecer

22/03/2019 14:10

Cadáveres que permaneceram enterrados durante todos esses anos estão agora sendo expostos

Publicidade

O derretimento das geleiras no monte mais alto do mundo, o Everest, tem exposto grande quantidade de corpos de escaladores mortos na montanha e causado preocupação nos operadores de expedições. Quase 5 mil alpinistas já escalaram o monte de 8.848 metros, desses, 300 morreram tentando chegar ao topo, ficando dois terços dos corpos debaixo do gelo.

O ex-presidente da Associação de Montanhismo do Nepal, Ang Tshering Sherpa, explica que o aparecimento dos corpos é causado pelo aquecimento global. "Por causa do aquecimento global, o manto de gelo e os glaciares estão derretendo rapidamente. Os cadáveres que permaneceram enterrados durante todos esses anos estão agora sendo expostos".

Corpo de um alpinista japonês é retirado de acampamento no Everest; restos mortais de pessoas que morreram há algum tempo estão aparecendo com maior frequência, segundo associações locais — Foto: ANG TASHI SHERPA

Custos são altos para fazer a remoção dos corpos para o solo- Foto: Ang Tshering Sherpa

 

A cordilheira está entre o Nepal e a China, de onde corpos começam a ser retirados. "Já descemos cadáveres de alguns montanhistas que morreram nos anos recentes, mas os mais antigos estão aparecendo agora", diz Ang Tshering. Em alguns casos, operadores de expedições têm que buscar os escaladores profissionais da comunidade sherpa para retirar o corpo.

O glaciar de Khumbu é o local onde a maioria dos cadáveres vem surgindo nos últimos anos, além do acampamento 4, um lugar plano. O integrante de uma ONG da região revela: "Mãos e pernas de cadáveres também apareceram no acampamento-base nos últimos anos. Percebemos que o nível de gelo em torno do acampamento-base está diminuindo, e é por isso que os corpos estão ficando expostos".

Os pontos mais altos são os locais em que há mais dificuldade em remover os cadáveres. Os custos também são salgados para levar um corpo do alto do monte para o solo: entre US$ 40 mil (R$ 150 mil) e US$ 80 mil (R$ 300 mil).

Everest: A maior parte dos corpos que apareceram está no glaciar de Khumbu — Foto: Frank Bienewald

 



Publicidade