Alunos da rede municipal recebem livros didáticos do Sistema Positivo

22/04/2019 14:28

Educandários passam a ser atendidos experimentalmente com materiais didáticos e assessoramento do Sistema Positivo

Publicidade

Cerca de 750 alunos de quatro e cinco anos, matriculados em classes de Educação Infantil nas escolas da rede municipal de Ipatinga, estão recebendo livros didáticos do Sistema Positivo, a partir desta semana.

Esta é mais uma das novidades objetivando a melhoria das condições de ensino nos estabelecimentos públicos. Trata-se de uma iniciativa inédita, viabilizada com recursos próprios. Os materiais fazem parte de um projeto-piloto que será desenvolvido inicialmente em quatro escolas municipais de Educação Infantil.

Divulgação
Os livros foram adquiridos com recursos próprios do município. Foto: SECOM/PMI

Nesta segunda-feira (22), o prefeito Nardyello Rocha, acompanhado da secretária municipal de Educação, Eva Sonia Rodrigues Silva, participou da entrega dos livros na nova Escola Municipal de Educação Infantil (EMEI) edificada na rua Sidônia, no bairro Bethânia, onde estudam 258 crianças. Os materiais ainda serão entregues nas EMEIs dos bairros Vila Formosa, Limoeiro e Nova Esperança. E a expectativa, segundo o Executivo, é que as demais unidades que atendem a alunos da Educação Infantil sejam igualmente contempladas.

“Nós fizemos um pacto de transformar a educação pública de Ipatinga em uma referência nacional. Eu confio que profissionais para isso nós temos de sobra. Nosso quadro humano é fantástico, e este é mais um passo que está sendo dado nesta direção. Não só estamos entregando livros didáticos, mas também implantando um sistema que já é sucesso nas escolas particulares, com reconhecimento nacional. Estamos proporcionando às nossas crianças e professores o que há de melhor na Educação do Brasil”, pontuou o prefeito.

Divulgação
Foto: SECOM/PMI


Conteúdo
Cada livro vem acompanhado de uma pastinha que pode ser levada para casa pelos alunos. O material didático conta com exercícios que preparam os estudantes para a alfabetização e o ingresso deles no Ensino Fundamental. A expectativa da Secretaria Municipal de Educação é que o projeto seja estendido às demais escolas de Educação Infantil.

“Iremos acompanhar o projeto-piloto durante o ano de 2019, e acreditamos que é um avanço, já que a rede pública não oferecia, até então, livros para a Educação Infantil. Assim não iremos perder para a rede privada, que já oferece livros para essa faixa etária de quatro e cinco anos. Funcionando bem, iremos estender para todas as outras escolas da Educação Infantil”, adiantou a secretária municipal Eva Sônia. 

Maria José Sampaio Oliveira é mãe de Raniel Kalebe, de cinco anos. Ela conta que o garoto adora ler e escrever, entendendo que o livro entregue pela escola irá ajudar no desenvolvimento dele. “Ele já rabisca o próprio nome. Curioso do jeito que é, rapidinho estará lendo e escrevendo”, acredita. 



Publicidade