Campanha de vacinação contra gripe inicia segunda fase

22/04/2019 10:47

Idosos, professores, profissionais da saúde e mais podem se vacinar a partir desta segunda-feira. Meta é vacinar 58 milhões de pessoas

Publicidade

Teve início a segunda etapa da Campanha de Vacinação contra o Influenza nesta segunda-feira, 22 de abril, em todo o Brasil. De acordo com o Ministério da Saúde, o objetivo desta fase é vacinar grupos específicos: trabalhadores de saúde; indígenas; mulheres até 45 após o parto; idosos a partir dos 60 anos.

Entre o público-alvo, ainda estão os professores, pessoas portadoras de doenças crônicas ou com risco clínico, e ainda, detentos (incluindo adolescentes e jovens de 12 a 21 anos sob medida socioeducativa e funcionários do sistema prisional).

Vacinação contra gripe em segunda etapa- Foto: Agência Brasil

De acordo com o Ministério da Saúde, o objetivo desta fase é vacinar grupos específicos- Foto: Agência Brasil

 

O objetivo é de vacinar 58,6 milhões de pessoas até 31 de maio, último dia de campanha. O Ministério da Saúde disponibilizará 63,7 milhões de doses da vacina nas Unidades Básicas de Saúde (UBSs) dos municípios para o público-alvo. A imunização é feita gratuitamente.

Em 2018, a meta de 90% de cobertura não foi alcançada. Neste ano, a meta continua em 90% de cada um dos grupos prioritários.

Assim como no restante do país, em Minas Gerais, a ação pretende assegurar imunização de 90% do público da campanha, bem como no ano passado, em que a vacinação cobriu 95, 8% do estado. O objetivo deste ano é ter uma cobertura próxima de 6 milhões de pessoas vacinadas no Estado, dentre elas, crianças e idosos.

Influzenza

A gripe (Influenza) é uma infecção aguda do sistema respiratório, provocado pelo vírus da influenza, com grande potencial de transmissão. Tem início com a febre, dor muscular, e tosse seca. Normalmente, tem evolução por tempo limitado, durando de um a quatro dias, mas pode se apresentar forma grave. 

O vírus se propaga facilmente e é responsável por elevadas taxas de hospitalização. Idosos, crianças, gestantes e pessoas com doenças crônicas, como diabetes e hipertensão, ou imunodeficiência são mais vulneráveis aos vírus. Uma pessoa pode contrair a gripe várias vezes ao longo da vida.

Atualizada às 14h36



Publicidade