Causa genética é responsável pela acne na mulher adulta

22/04/2019 15:18

Publicidade

Médicos brasileiros descobriram que uma causa genética é a responsável pelo aumento da acne entre mulheres a partir dos 25 anos. A pesquisa foi feita em associação com a Universidade Federal de São Paulo (Unifesp).

A frente de trabalho atuou estudando receptores de células na pele de mulheres que têm acne e mulheres que não a possuem. Esses receptores é que se ligam à bactéria que promove a inflamação.

De acordo com o dermatologista Marco Rocha, que liderou os pesquisadores, foi possível descobrir que nas peles acneicas, esses receptores se encontram em maior quantidade. “Esse receptor funciona como uma espécie de fechadura e a bactéria da acne que está ao redor da glândula sebácea tem mais facilidade de encaixar em algum receptor quando há vários deles. Isso favorece a inflamação da pele”, esclareceu.

Acne em mulheres adultas- Foto: Shutterstock

Pesquisa sobre a acne foi feita em associação com a Universidade Federal de São Paulo (Unifesp)- Foto: Shutterstock

A acne acontece por causa da mudança hormonal que desperta as glândulas sebáceas na adolescência, produzindo oleosidade. Contrariamente ao que se supunha, a pesquisa descobriu que cerca de dois terços das participantes não tinham nenhuma doença relacionada a alguma disfunção dos hormônios.

O estudo serviu de base, junto a outros artigos, para a produção da publicação científica “Acne na mulher adulta: um guia para a prática clínica”, publicado na revista científica da Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD). O guia faz um paralelo entre a acne entre mulheres adultas e na fase da adolescência. Uma das autoras é Edileia Bagatin, dermatologista, professora livre docente da Unifesp.

Ajudando tratar a acne

O mais importante, no que diz respeito ao problema da acne, é seguir os tratamentos indicados pelo seu dermatologista. Mas, para ajudar, alguns cuidados são muito bem vindos. Não se esqueça de lavar a pele atingida com suavidade e sem agressividade ou exagero. É importante se evitar ficar exposto no sol. O cabelo também deve ser lavado com regularidade, pois o contato do cabelo oleoso com a pele das costas, do rosto ou da testa, podem potencializar o problema. 

Atualizada às 16h54 



Publicidade