Homem é preso acusado de estuprar as enteadas em Minas Gerais

De acordo com a PC, além dos abusos, as vítimas teriam sofrido maus-tratos, violência física e psicológica

Por Plox

22/05/2021 15h03 - Atualizado há cerca de 3 anos

Nessa sexta-feira (21), a Polícia Civil de Minas Gerais (PCMG) cumpriu mandado de prisão preventiva contra um homem, de 43 anos, suspeito de praticar estupro de vulnerável contra duas enteadas, irmãs, na cidade de Pitangui, região Centro-Oeste do Estado.

De acordo com a Polícia Civil, as vítimas, atualmente com 17 e 14 anos, relataram que os abusos sexuais começaram quando a mais velha delas contava com apenas 9 anos de idade. O suspeito é padrasto das vítimas. Além dos abusos, elas sofriam maus-tratos, violência física e psicológica.

A mais nova relatou que aos 12 anos foi submetida a maus-tratos, sendo colocada para dormir no canil e na varanda da casa, sem cobertor e travesseiro. Isso seria uma punição por ter se recusado a ir para casa da avó, pois era quando o suspeito cometia os abusos contra a outra irmã.

Com relação à mãe das meninas, ela também era constantemente vítima da violência do companheiro, que a agredia constantemente, como forma de constrangê-la e intimidá-la para que não denunciasse os abusos.

Diante da gravidade do crime, o delegado responsável pelas investigações, Fábio Lucas Gabrich Cruz e Silva, representou pela prisão do suspeito, o que foi prontamente aceito pela Justiça.

Fábio Lucas ressalta a gravidade dos crimes. “Estamos no Maio Laranja, mês que representa o combate à exploração e abuso de crianças e adolescentes. Para nós da PCMG, esse combate é diário. Trata-se de um crime hediondo, covarde, que fere o corpo e a alma. Toda criança tem direito de viver e crescer sem violência. Essa luta é de todos nós, e a denúncia ainda é a melhor arma”.

O suspeito foi conduzido até a Delegacia Regional em Nova Serrana e depois encaminhado ao sistema prisional, onde se encontra à disposição da Justiça.
 

Destaques