Governo Lula recusa contrapropostas de professores

Próxima reunião será destinada à assinatura do Termo de Acordo

Por Plox

22/05/2024 10h01 - Atualizado há 29 dias

Nesta terça-feira (21), o governo Lula (PT) anunciou que não aceitará novas contrapropostas dos professores de universidades e institutos federais. A gestão petista apresentou sua proposta final na última quarta-feira (15), oferecendo reajuste salarial zero para este ano e índices de correção que variam de 13,3% a 31% entre 2025 e 2026

Foto: Pixabay/Wokandapix

Detalhes da proposta final

A proposta foi discutida na 5ª reunião da Mesa Específica e Temporária da Educação, coordenada pelo Ministério da Gestão e da Inovação em Serviços Públicos (MGI). Além dos representantes do Ministério da Educação (MEC), participaram também os docentes. Segundo o governo, a próxima reunião, marcada para a próxima segunda-feira (27), será destinada à assinatura do Termo de Acordo, encerrando assim as negociações sobre reajustes salariais.

Repercussão

A decisão de não aceitar novas contrapropostas gerou reações entre os professores, que esperavam avanços nas negociações. A postura firme do governo indica que considera as propostas apresentadas como definitivas e que não há margem para novas discussões.

Destaques