Ipatinga tem taxa de alfabetização de 96,40%, acima das médias do Estado e do país

Conforme o IBGE, 180.448 moradores com idade igual ou superior a 15 anos sabem ler e escrever.

Por Plox

22/05/2024 07h19 - Atualizado há 22 dias

De acordo com dados apresentados pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) na última sexta-feira (17), a Educação de Ipatinga é destaque entre os municípios brasileiros com os melhores índices de alfabetização. Na cidade-polo do Vale do Aço, o índice de alfabetização chega a 96,40%, totalizando 180.448 moradores com idade igual ou superior a 15 anos que sabem ler e escrever, para uma população de 227.731 pessoas (Censo de 2010).

Foto: Divulgação PMI


A taxa de alfabetização da Região Metropolitana do Vale do Aço, conforme a pesquisa do Censo Demográfico 2022 Alfabetização, é superior aos índices de Minas Gerais e do Brasil. O estudo revela que 96% da população na região sabe ler e escrever, enquanto o índice geral do estado é de 94% e do Brasil é de 93%.
Rede Municipal

Ipatinga tem uma Rede Municipal de Ensino com aproximadamente 24 mil estudantes da Educação Infantil, Ensino Fundamental e EJA – Educação de Jovens e Adultos, e é polo regional em Educação Integral com o reconhecimento do Ministério da Educação e Cultura (MEC).

Foto: Divulgação PMI

 

Para ser considerada alfabetizada, segundo o IBGE, a pessoa deve sabe ler e escrever pelo menos um bilhete simples ou uma lista de compras, no idioma que conhece, independentemente de estar ou não frequentando escola ou de ter concluído períodos letivos. Também foram considerados pelos recenseadores os indivíduos que tinham essa habilidade, mas se tornaram fisicamente ou mentalmente incapacitados para a leitura ou escrita, além de pessoas com problemas visuais que utilizam o Sistema Braille.

Foto: Divulgação PMI

 

Políticas Públicas

Para Cairo Monteiro Pereira, secretário municipal de Educação, Ipatinga vem reduzindo a taxa de analfabetismo, ao longo dos anos, com a implementação de Políticas Públicas voltadas para consolidação da alfabetização e letramento dos seus estudantes. “Na educação, cada vez mais vamos nos tornando referência com o ensino de intervenção por nível, projeto de alfabetização, simulados preparatórios para as avaliações externas (SIMAVE e SAEB), formação profissional, empreendedorismo, políticas de inclusão e um regime de Tempo Integral que já alcança 70% das Escolas Municipais. Todas as escolas estão recebendo obras de melhorias. Em 2024, foram entregues cerca de 24 mil kits escolares. Além do kit, os estudantes da Rede Municipal estão equipados com uniformes, inclusive agasalhos. Tais investimentos contribuem para a permanência e alfabetização dos nossos alunos”, observou. 


 

Destaques