Ao descobrir que estava grávida, mãe devolve seus bebês gêmeos adotivos

22/06/2019 07:51

“Eu devolvi meus bebês gêmeos adotivos quando engravidei”, diz mãe

Publicidade

Ali Sanders revelou que quando descobriu que estava grávida, ela devolveu seus bebês gêmeos adotivos. Após oito anos tentando engravidar, Ali e seu marido Michael, que vivem na Inglaterra, adotaram os gêmeos de oito meses.

Quando descobriram que realmente tinham sérios problemas para engravidar, o casal optou pela adoção. “Eu já tinha visto muitas amigas sofrerem com tratamentos para engravidar e eu não queria isso para mim”, contou Ali em entrevista ao jornal britânico Daily Mail.

O casal passou por uma série de entrevistas ao se candidatar para a adoção. Além de visitas a sua casa, tiveram entrevistas das assistentes sociais com seus amigos e familiares. Após o processo, eles receberam a notícia de que os gêmeos de oito meses poderiam ser adotados pelo casal.

Iniciaram então o processo de adoção temporária, realizado antes da guarda definitiva. O casal visitou os bebês no orfanato em que estavam: “Eles eram tão gordinhos e tinham grandes olhos castanhos! Eram maravilhosos”, relembra Ali.

Entretanto, assim que viu as crianças, enquanto seu marido se conectou com os pequenos imediatamente, Ali não conseguiu sentir-se da mesma forma.

Ainda assim o casal seguiu com o processo de adoção e depois de diversas visitas, os gêmeos foram viver com Ali e Michael. “O Michael, meus pais e os meus sogros se encantaram por eles imediatamente. Mas eu sentia como se aquilo não fosse real. Eu sentia como se eu estivesse fingindo ser mãe”, relatou Ali.

Com o passar dos dias, Ali continuou se sentindo sem sentimento pelos pequenos. Foi quando ela decidiu ir ao médico. "Eu e meu marido deixamos os gêmeos em casa com a minha mãe e fomos ao médico. Meu marido já estava preocupado comigo”.

Mediante a consulta, o médico pediu uma amostra de urina de Ali, que fez o teste e constatou que estava grávida. “Eu fiquei chocada! Todos os médicos antes haviam dito que era impossível eu engravidar naturalmente. Voltei para casa e mandei meu marido comprar o teste de gravidez mais caro que tinha! Fiz novamente e deu positivo de novo!”.

A descoberta ocorreu um dia antes de o casal oficializar a adoção. 

“Inicialmente eu e meu marido ficamos em silêncio. Mas em determinado momento ele virou para mim e perguntou: ‘nós temos que decidir isso. Você quer seguir com a adoção ou não?’. E eu respondi não”.

A família ficou chocada com a decisão do casal, mas eles seguiram adiante e comunicaram a assistente social. “Ela veio buscar os gêmeos naquela mesma noite. Eu não sabia que seria tão rápido. No dia que eles foram embora eu chorei. Eu senti que os amava, mas também sabia que aquilo era melhor para eles e para nós”.

O caso ocorreu em dezembro de 2014, mas Ali revelou que lida com a culpa por tê-los devolvido até hoje. “Eu acho que a culpa nunca irá embora. Eu abandonei crianças que já haviam sido abandonadas”.

Ela relatou que mesmo quando seu filho biológico nasceu, ela teve dificuldades em começar a amá-lo. “Levou um tempo”, informou. Hoje, além de ter pequeno Jacob que já tem três anos, Ali está grávida de uma menina, uma outra gestação que surpreendeu o casal.

Ali, Michael e o filho biológico. (foto: reprodução/Internet)Ali, Michael e o filho biológico. (foto: reprodução/Internet)

Os gêmeos foram adotados por outra família e estão bem. Esta é a única informação que Ali pode ter sobre eles.

Ela não pode ter mais contato com os pequenos e foi autorizado apenas que ela escrevesse uma carta que poderia ser entregue aos meninos quando eles crescessem e vissem nos seus arquivos de adoção que haviam sido rejeitados por Ali e Michael. “Na carta eu disse apenas que não era culpa deles e que eu sentia muito por ter devolvido eles”, finalizou.

Atualizado às 9h31.



Publicidade