Problemas técnicos adiam retorno da Starliner, símbolo da tecnologia espacial da Boeing

Lançada em 5 de junho, a nave deveria retornar em 26 de junho, mas permanecerá na ISS por tempo indefinido devido a falhas nos propulsores e vazamentos de hélio

Por Plox

22/06/2024 14h04 - Atualizado há 23 dias

O retorno da nave Starliner, da Boeing, à Terra a partir da Estação Espacial Internacional (ISS) foi adiado indefinidamente, conforme anunciado pela Nasa. Inicialmente, o retorno estava programado para 26 de junho.

Foto: Nasa/ Divulgação

Lançada no dia 5 de junho a partir da Flórida, a Starliner levou os astronautas Butch Wilmore e Suni Williams para uma missão na ISS que deveria durar apenas oito dias. No entanto, a primeira missão tripulada da Starliner foi prolongada sem uma nova data de retorno definida.

A Nasa informou que o adiamento visa proporcionar mais tempo para examinar os problemas identificados nos propulsores e os vazamentos de hélio que já haviam causado um atraso inicial. "As autoridades da Nasa e da Boeing estão ajustando o retorno da nave à Terra", afirmou a agência espacial dos Estados Unidos.

A cápsula Starliner, lançada ao espaço pela Boeing, é parte de um esforço contínuo para estabelecer voos comerciais de astronautas à ISS. A extensão da missão permitirá que a Nasa e a Boeing garantam a segurança e o sucesso do retorno dos astronautas à Terra.

Destaques