Caso Daniel: Edison Brittes teria chamado jogador para dormir com Cristiana

Entre 13 e 15 de agosto, a Justiça ouvirá sete pessoas, inclusive Edison, Cristiana e Allana, que são acusadas de envolvimento no assassinato

Por Plox

22/07/2019 14h39 - Atualizado há quase 5 anos

A cada dia que se passa, mais informações vão aparecendo no que diz respeito ao caso do jogador Daniel Correa, assassinado em 28 de outubro do ano passado, no Paraná. De acordo com o programa Tribuna da Massa, Cristiana Brites, esposa de Edison Brittes, réu confesso do crime, teria pesquisado no Google sobre casas de swing, onde há trocas de casais para relações íntimas. 

Caso Daniel

Antes de ser morto, Daniel teria sido chamado para dormir com Cristiana- Foto: Reprodução

Segundo o noticiário, a informação fortalece a suspeita de que o marido dela teria convidado Daniel na manhã em que o crime foi praticado, para ter relações com Cristiana. Uma testemunha que não teve o nome revelado, havia dito isso em depoimento, depois que Daniel foi morto, no ano passado. Segundo a testemunha, Edison teve um surto por uso de drogas e resolveu matar o jogador, conforme alegou: “A família tem direito de saber que Daniel não tentou estuprar ninguém, ele realmente é inocente na história”.

Na última semana, a Polícia Científica realizou uma perícia no celular de Cristiana. Conforme o laudo, a mulher desinstalou aplicativos, inclusive de mensagens.

A defesa dos advogados da família Brittes é de que Cristiana teria sido estuprada pelo jogador, antes dele ter sido assassinado, além de alegarem legítima defesa. Entre os dias 13 e 15 de agosto, a Justiça ouvirá sete pessoas, inclusive Edison, Cristiana e Allana, que são acusadas de envolvimento no assassinato. O depoimento está marcado para acontecer na 1ª Vara Criminal de São José dos Pinhais. Todos os acusados estão em prisão preventiva.

Atualizada às 15h38

Destaques