Arrecadação de impostos federais em Minas Gerais apresenta forte alta

Valor arrecadado em agosto de 2023 chega a R$ 10,54 bilhões, marcando um aumento de 10% em relação ao mesmo período do ano anterior

Por Plox

22/09/2023 12h04 - Atualizado há 7 meses

A Receita Federal em Minas Gerais divulgou que a arrecadação de impostos federais no estado atingiu R$ 10,54 bilhões em agosto de 2023. Este montante representa um aumento nominal de 10,13% e um crescimento real de 5,28%, com o IPCA descontado, em relação ao mês de agosto do ano anterior. De janeiro a agosto de 2023, o valor arrecadado somou R$ 93,3 bilhões, o que se traduz em um acréscimo nominal de 10,44% e real de 5,66% comparado ao mesmo período em 2022.

Pixabay

Detalhes da arrecadação

No que tange aos tributos que mais contribuíram para este aumento, destacam-se a Contribuição Previdenciária, Cofins – Importação e o Imposto sobre a Importação. No mês de agosto deste ano, observou-se um aumento de R$ 810 milhões nos débitos compensados no Estado em relação ao mesmo mês de 2022, representando um aumento de 69,3% em termos nominais e 61,8% em termos reais (IPCA). No acumulado de janeiro a agosto de 2023, o aumento nominal dos débitos compensados foi de 36,2%.

Contexto e impacto

O significativo aumento na arrecadação em Minas Gerais levanta questões sobre os fatores que podem estar impulsionando este crescimento e como ele poderá impactar as políticas fiscais e sociais no estado. O montante arrecadado sugere uma maior atividade econômica, mas também pode indicar um maior peso para os contribuintes.

O relatório foi originalmente publicado pelo jornal O Tempo em 22 de setembro de 2023, e os dados foram fornecidos pela Receita Federal em Minas Gerais.

Destaques