Brasil será sede da primeira unidade da Universidade de Oxford fora do Reino Unido em 2023

Essa é uma grande oportunidade de estudar em uma universidade renomada sem precisar sair do país, afirma o Pós PhD em neurociências, Biólogo e membro da Royal Society of Biology no Reino Unido, Fabiano de Abreu Agrela

Por Plox

22/09/2023 14h08 - Atualizado há 7 meses

Ótima notícia para quem sempre sonhou em fazer uma faculdade em Oxford! A universidade anunciou que irá inaugurar ainda este ano a sua primeira sede oficial fora do Reino Unido, no Brasil.

O novo projeto se chama Oxford Latam Unit e tem como objetivo investir na formação de uma nova geração qualificada de pesquisadores científicos na América Latina. A Universidade de Oxford no Brasil deverá oferecer cursos de pós-graduação e mestrado direcionados à saúde pública, como biotecnologia, vacinologia, saúde global e desenvolvimento de vacinas, entre outros.

Foto: Divulgação


A ideia de uma sede da universidade inglesa no Brasil já era cogitada desde 2021, quando Oxford fechou uma parceria com o Ministério da Saúde para desenvolver a vacina Astrazeneca, contra a Covid-19.

De acordo com o Pós PhD em neurociências, Biólogo e membro da Royal Society of Biology no Reino Unido, Dr. Fabiano de Abreu Agrela, a vinda de Oxford para o país é importante tanto para estudantes brasileiros, quanto para atrair acadêmicos de outros países.

“Ter uma sede de Oxford no Brasil é importante não apenas para os estudantes brasileiros terem melhores oportunidades de estudar em uma universidade renomada internacionalmente sem precisar sair do país, quanto para atrair acadêmicos de outros países da América Latina para o Brasil, gerando um intercâmbio e troca de informações muito importante”.

10 dicas para passar no vestibular em 2023

01 - Preparação é tudo

É fundamental escolher um local adequado para estudar, agradável, livre de barulhos e distrações”, indica Fabiano.

02 - Se grave

Um hábito muito importante é gravar sua voz enquanto estuda e lê em voz alta os textos para ajudar a reter melhor as informações, pois você irá ter dois tipos de estímulo, a leitura e a audição”.

03 - Anote sempre

Quando você escreve, você dá um estímulo extra ao seu cérebro sobre uma informação, dizendo a ele que esse dado é importante e deve ser memorizado por isso escrever e reescrever, principalmente em forma de tópicos é essencial”, ensina Fabiano.

04 - Divida as notas

Após realizar todas essas anotações as distribua em blocos de papel em tópicos de temas diferentes, para facilitar a localização e a memorização, facilitando também a revisão constante”.

05 - Repetir sempre

A repetição é, sem dúvidas, uma das principais ferramentas para a memorização de conteúdos, por isso, foque em repetir os conteúdos, seja de forma escrita, mentalmente ou em voz alta”, explica.

06 - Lembre-se e escreva

Uma técnica importante é estudar e fazer uma pausa de algum tempo, após isso tente se lembrar do máximo de informações que puder e escreva-as”.

07 - Ensinar

Você aprende muito mais quando ensina,então tente explicar o assunto a outra pessoa ou na frente do espelho”.

08 - Ouça suas gravações

“Cada forma de absorver um conteúdo, lendo, escrevendo, ouvindo, observando, ensinado, etc., estimula uma região do cérebro, por isso invista em variar as formas como você estuda e se escutar é muito importante”.

09 - Pausas

O corpo humano não é uma máquina, é preciso fazer pausas, tanto para que o cérebro possa processar as informações, quanto para que ele possa voltar mais disposto a memorizar, por isso, perder sono não é uma boa ideia”.

10 - Mapas mentais

Os mapas mentais são esquematizações em tópicos que deixam as informações mais simples e diretas, o que ajuda a acelerar o processo de memorização”, afirma Fabiano.

Destaques