Pastor detido no Tocantins acusado de liderar golpe milionário

Esquema com mais de 50 mil vítimas prometia lucros astronômicos e movimentou R$ 156 milhões

Por Plox

22/09/2023 10h35 - Atualizado há 7 meses

O pastor Osório José Lopes Júnior foi preso na cidade de Sucupira, Tocantins, sob acusação de ser o cabeça de um esquema de golpes financeiros que fez mais de 50 mil vítimas. Segundo relato da Polícia Civil do Distrito Federal, o grupo liderado pelo pastor prometia lucros de até R$ 1 octilhão para investidores. Ele foi localizado em uma fazenda na região sul do estado e está atualmente sob custódia, aguardando transferência para o Distrito Federal.

 

Foto: Reprodução/Rede social

Participantes e Extensão do Golpe

Maria Aparecida Gomes Barbosa, que se identifica como pastora missionária, também foi presa na operação. Segundo a Polícia Civil, ela era a "administradora" do esquema e responsável pela captação de investidores. O grupo, composto em sua maioria por pastores evangélicos, é acusado de movimentar R$ 156 milhões em um período de cinco anos, além de manter mais de 800 contas bancárias sob suspeita.

Histórico e Métodos

De acordo com as investigações, que já duram cerca de um ano, o grupo usava uma teoria conspiratória conhecida como "Nesara Gesara" para persuadir investidores. As promessas de retorno financeiro eram, segundo a Polícia Civil, "imediato e rentabilidade estratosférica". Além disso, Osório Júnior, que é deficiente visual, afirmava que os investimentos estavam autorizados pelo ex-ministro da Economia, Paulo Guedes, uma alegação posteriormente desmentida pelas autoridades.

Destaques