Representantes do Executivo, do Legislativo e do Ministério Público marcam presença na audiência do Plano Diretor de Timóteo

A reunião serviu para apresentar as alterações sugeridas pela sociedade civil para a revisão do Plano Diretor que agora segue para elaboração de lei e encaminhamento para votação na Câmara

Por Plox

22/09/2023 15h34 - Atualizado há 7 meses

O auditório da Prefeitura de Timóteo recebeu na noite de quinta-feira (21) a última Audiência Pública do processo de revisão do Plano Diretor Participativo de Timóteo. Iniciada em março de 2020 a revisão do Plano Diretor foi conduzida pelo Consórcio Ecotécnica/ Detzel com a realização de consultas públicas em todas as regionais da cidade e transmissão pelas redes sociais da Prefeitura. 

Foto: Divulgação

Na audiência de ontem além dos técnicos da Prefeitura marcaram presença os secretários de Governo e Comunicação, Eduardo Morais, de Planejamento, Eduardo César, o corregedor-geral do Município Humberto de Souza Abreu; os vereadores Reigler Max (presidente do Legislativo municipal), Professor Ronaldo e Vinícius Bim; a representante do Ministério Público de Minas Gerais (MPMG) Grabriela Percília Cristino que assumiu o cargo na comarca nesta semana; além de moradores.

 

Esta última audiência pública serviu para apresentar as modificações propostas pela sociedade civil e avaliadas pela Comissão de Acompanhamento que é constituída por servidores do município, vereadores, equipe técnica da Secretaria de Planejamento e representantes da sociedade civil ou segmentos. 
 

A apresentação dessas propostas de alterações que pediam basicamente mudanças no tipo de zoneamento em alguns pontos da cidade foi feita pelo subsecretário de Urbanismo, Ramon Pereira. Antes, as sugestões passaram pelo crivo da Comissão de Acompanhamento e depois de aprovadas serão incluídas no documento final a ser encaminhado para a Câmara de Vereadores.


Foram sugeridas cerca de cinco alterações pontuais em áreas de zoneamento nos bairros Primavera, Distrito Industrial, São José, Alegre e Cacheira do Vale. Após a explanação sobre as mudanças com as respectivas justificativas, foi aberta a palavra para questionamentos e retirada de dúvidas pelos presentes. Em seguida Ramon Pereira explicou que o documento agora segue para a Procuradoria-Geral elaborar a minuta do projeto de Lei que será enviado para a Câmara de Vereadores.

Foto: Divulgação

Para o secretário de Planejamento Eduardo César o objetivo da realização a audiência foi o consolidar ainda mais a transparência em torno da revisão do Plano Diretor já que foram abertos novos prazos para o encaminhamento de sugestões pela sociedade civil. Ele lembra que foi um longo percurso que sofreu atrasos em virtude da pandemia. Foram feitas diversas audiências, registros e revisão de toda a documentação, inserção de mapas, fotografias e relatórios que resultaram em 244 ações para os próximos dez anos.  
 

O secretário Eduardo Morais, por sua vez, reiterou que o trabalho de revisão do Plano Diretor foi desenvolvido com muita responsabilidade para pensar o futuro da cidade. Ele reforçou que se trata de um documento técnico e multidisciplinar executado com muito profissionalismo e seriedade. “O nosso desafio foi pensar o futuro da nossa cidade com base em um modelo sustentável do ponto de vista socioeconômico e ambiental. É preciso parabenizar a todos os envolvidos pelo empenho, dedicação e pelo trabalho meticuloso que foi feito”, destacou. 


O passo a passo do processo de revisão do Plano Diretor de Timóteo está registrado no site da Prefeitura de Timóteo e pode ser acessado por meio do endereço www.timoteo.mg.gov.br/69/plano-direto-timoteo.

Destaques