Ipatinga

polícia

X FECHAR
ONDE VOCÊ ESTÁ?

    Ipatinguense é preso acusado de tráfico próximo à fronteira do Paraguai

    O acusado foi detido enquanto conduzia um caminhão com quase 2 toneladas de maconha

    Por Plox

    22/10/2020 19h50 - Atualizado há mais de 1 ano

    Um homem de 33 anos, morador de Ipatinga-MG, foi preso pelos agentes do Departamento de Operações de Fronteira (DOF) do Mato Grosso do Sul, na última terça-feira (22), com quase 2 toneladas de maconha em um caminhão.  

    O homem, identificado pela imprensa local como Diego Marcel Ferreira, de 33 anos, conduzia um caminhão Mercedes-Benz de cor azul, com placas de Campo Grande-MS, carregado com aveia. De acordo com o DOF, após ordem de parada, foi encontrado durante a vistoria do veículo um fundo falso, no qual foram encontrados 1.809 quilos de maconha e 30 quilos de skank, entorpecente conhecido como “supermaconha”.

    Foto: Divulgação/DOF

     

    A região onde a droga foi apreendida é conhecida localmente como “Copo Sujo”, entre os municípios de Ponta Porã-MS e Dourados-MS, rota conhecida de tráfico de drogas e contrabando que saem do Paraguai.  

    Segundo o DOF, a apreensão aconteceu em virtude da Operação Hórus, parceria da Secretaria de Estado de Justiça e Segurança Pública com o Ministério da Justiça e Segurança Pública, durante um bloqueio policial para fiscalização na rodovia MS-164, região de Ponta Porã.

    Foto: Adilson Domingos/Campo Grande News

     

    De acordo com a imprensa local, primeiramente o suspeito teria dito que receberia R$ 800,00 (oitocentos reais) para levar a carga até Minas Gerais, mas que a suspeita era de que a droga teria a capital mato-grossense como destino.  

    Segundo o DOF, o condutor do veículo disse que foi contratado por um desconhecido para entregar o caminhão em Campo Grande. O suspeito disse ao DOF que pegou o veículo já carregado com a droga no município de Ponta Porã.

    Foto: Divulgação/DOF

    Ainda segundo o DOF, os 7.490 quilos de aveia que estavam no caminhão foram descarregados em uma cerealista de Dourados. A ocorrência foi registrada e entregue na Delegacia de Repressão aos Crimes de Fronteira (Defron), onde o homem permaneceu à disposição da Polícia Judiciária.

     

    PLOX BRASIL © Copyright 2008 - 2022[email protected]