Ação contra Sergio Moro avança no Paraná sobre possível cassação

O senador tem depoimento marcado para novembro em processo no Tribunal Regional Eleitoral do estado

Por Plox

22/10/2023 15h08 - Atualizado há 7 meses

No Tribunal Regional Eleitoral do Paraná (TRE-PR), duas ações estão em curso buscando a cassação do mandato do senador Sergio Moro, representante do partido União-PR, e de seus suplentes. As ações, que tiveram avanços significativos recentemente, preveem a coleta de depoimentos de testemunhas esta semana. O depoimento de Moro está agendado para as 13h do dia 16 de novembro.

 

Foto: Waldemir Barreto/Agência Senado

Detalhes do caso:

O desembargador D'Artagnan Serpa Sá, relator do caso desde julho, autorizou o depoimento de Moro. Uma solicitação anterior feita por Mário Helton Jorge foi negada no mesmo tribunal. Durante os meses de setembro e outubro, documentos adicionais foram anexados às ações na fase de produção de provas. A data do julgamento final ainda não foi definida.

Segundo informações da "Folha de S. Paulo", Gustavo Guedes, advogado de Moro, mencionou que ainda não foi decidido se Moro comparecerá aos depoimentos na Justiça Eleitoral.

 

Origem das denúncias:

As ações judiciais surgiram após denúncias apresentadas pelo PL do Paraná e por uma federação composta por PT, PV e PCdoB. Estas alegações indicam que Moro teria conduzido uma pré-campanha irregular ao se filiar ao partido Podemos, mesmo sem ter anunciado sua candidatura na época.

A controvérsia gira em torno de gastos que poderiam ter natureza eleitoral, como a produção de vídeos e publicidade, bem como pesquisas eleitorais. Naquela fase, Moro era considerado um potencial candidato do Podemos à Presidência da República. Mais tarde, ele deixou o Podemos e ingressou no partido União Brasil, pelo qual concorreu ao Senado.

 

Destaques