Argentinos no Brasil votam para escolher novo presidente

Aproximadamente 23 mil cidadãos argentinos participam da eleição em embaixadas e consulados brasileiros; eleição marca os 40 anos da retomada democrática na Argentina.

Por Plox

22/10/2023 17h19 - Atualizado há 7 meses

A embaixada da Argentina em Brasília se tornou um ponto de encontro neste domingo, 22 de outubro, com a Sala Malvinas movimentada para as eleições do primeiro turno na capital federal. Em todo o Brasil, cerca de 23 mil cidadãos argentinos estão aptos a votar nas embaixadas e nos 10 consulados distribuídos pelo país. Apesar de o voto ser facultativo para os argentinos residentes no exterior, em Brasília, uma média de 70 a 80 pessoas costuma participar do pleito.

Pablo Antonio de Ángelis, chefe da Chancelaria da embaixada, ressaltou a relevância dessa eleição ao dizer: “Esta é uma eleição importante porque celebramos os 40 anos da retomada da democracia na Argentina”. Ele recorda com emoção a esperança vivida na época, em 1983, apesar de não ter votado devido à sua juventude.

Joédson Alves Agência Brasil

Jovens e veteranos na votação

O aumento da participação juvenil é notável nestas eleições. Manuela Aldana Strok Coe, estudante de Ciências Contábeis na Universidade de Brasília e votante pela primeira vez, expressa seu otimismo pelo futuro: “Espero que a gente possa ter esperança. Acho que o povo está indo para um caminho melhor”. Nascida em Belo Horizonte e filha de pais argentino e brasileiro, Manuela tem uma história de vida entre os dois países.

Por outro lado, Adolfo Enrique Martínez, residente no Brasil há 23 anos, destaca a importância do voto e sua expectativa por melhorias na economia e nas relações internacionais da Argentina.

Sistema eleitoral argentino

Os argentinos que votam no Brasil tiveram até 25 de abril para alterar seu domicílio eleitoral. A embaixada em Brasília abrange eleitores de diversos estados brasileiros, além do pessoal diplomático e suas famílias. Ao contrário do Brasil, onde os expatriados votam apenas para presidente, os argentinos no exterior têm um leque mais amplo de escolhas, podendo votar para vários cargos, incluindo parlamentares do Mercosul.

Resultados e apuração

Ainda que a votação seja manual, a expectativa é que os resultados sejam divulgados rapidamente. A embaixada argentina prevê que até as 22h deste domingo, os cidadãos já tenham conhecimento dos candidatos que irão para o segundo turno, marcado para 19 de novembro. A apuração acontece em duas etapas, com a contagem manual após a totalização preliminar. As cédulas e atas originais são enviadas por correio diplomático, garantindo a contagem definitiva dos votos.

Destaques